Quatro portugueses na próxima ronda

Pedro Coelho, Tomás Fernandes, Luís Perloiro e Pedro Henrique avançaram para a quarta ronda, juntando-se a Miguel Blanco, Frederico Morais e Afonso Antunes. Wesley Dantas e Jake Marshall em destaque

Dois dias de período de espera, dois dias de ação. Pelo segundo dia consecutivo, a praia da Física em Santa Cruz, Torres Vedras, proporcionou esta quarta-feira ondas de qualidade, ainda que afetadas por algum vento, para a continuação do Pro Santa Cruz 2018 presented by Oakley, etapa de categoria 3000 do circuito de qualificação masculino da World Surf League (WSL).

A terceira ronda de competição foi para a água pelas 10.00 e chegou ao fim, 16 heats depois, com o norte-americano Jake Marshall a ser um dos destaques do dia, num heat onde o segundo classificado, o francês Charly Quivront, esteve igualmente em plano positivo. Naquela que é a sua segunda vez a competir neste evento, o surfista da Califórnia mostrou-se feliz com as condições que encontrou no seu heat.

"Estava algum vento mas havia ondas divertidas, pelo que estou feliz por as ter encontrado. O truque é saber encontrar o local certo dentro de água. Ontem estive na praia, a ver alguns heats da competição, e fiquei ansioso por competir. As ondas estão melhores do que estava à espera" revelou Jake Marshall, autor de 13.67 pontos contra os 13.60 de Quivront, tendo ambos eliminado o japonês Joh Azuchi e o alemão Dylan Groen.

No heat 10, Wesley Dantas fez a melhor onda, 8.77 (em 10 pontos possíveis) e melhor pontuação total do dia, 16.10 (em 20 pontos possíveis). O surfista brasileiro deixou o japonês Yuji Nishi, a larga distância, na segunda posição, com 11.06 pontos, eliminando ambos o argentino Tomas Lopez Moreno, na terceira posição, e Renan Peres, do Brasil, na quarta posição.

"O vento está forte, o que é bom para fazer aéreos, ainda que pudesse ter optado por a surfar normalmente porque estão divertidas para isso também. Sinto-me bem neste momento. Em forma e a surfar bem, pelo que estou a divertir-me, apesar de estar mais frio do que esperar. Eu e o meu irmão (Wiggoly Dantas, ex-surfista do World Tour) estamos em lados opostos do quadro de competição, pelo que o ideal seria encontrarmo-nos na final. Ainda que não tenha a certeza que o consiga derrotar, porque ele é um grande surfista" referiu o surfista brasileiro.

Destaque ainda para a dupla portuguesa Pedro Coelho e Tomás Fernandes que venceram, respetivamente, o heat 9 e 13, marcando, assim, o seu lugar na próxima ronda. Luís Perloiro e Pedro Henrique também avançaram, em segundo lugar, para a quarta ronda, juntando-se a Miguel Blanco, Frederico Morais e Afonso Antunes.

Serão, então, sete, os surfistas portugueses que vão competir na quarta ronda da prova, fase em que entram em ação os melhores classificados do ranking.

A chamada para a continuação do Pro Santa Cruz 2018 presented by Oakley está marcada para amanhã, quinta-feira, dia 26 de Abril, às 9.00 na Praia da Física em Santa Cruz, Torres Vedras.

Ler mais

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.