Pedro Proença confiante numa solução para a greve dos árbitros

Presidente da Liga, contudo, lembrou que o organismo que dirige "não tem responsabilidades perante o sector da arbitragem"

Pedro Proença, presidente da Liga, abordou esta sexta-feira o anúncio de greve dos árbitros aos jogos da Taça da Liga em novembro e dezembro. Lembrando que a Liga "não tem responsabilidades perante o sector da arbitragem", que está sob a alçada da Federação Portuguesa de Futebol, o dirigente admitiu estar esperançado numa solução.

"Não temos responsabilidade perante o sector da arbitragem. Mas obviamente não ficamos confortáveis com este desconforto por parte dos árbitros", referiu num encontro esta sexta-feira com os jornalistas, lembrando que teve conhecimento da intenção dos árbitros através de um "comunicado que o presidente da APAF teve a amabilidade de fazer à Liga"

"Temos a noção, até pela forma como temos conversado com APAF, árbitros e Federação, que tudo faremos para que haja um entendimento e que aquilo que está no comunicado da APAF possa ser resolvido atempadamente", referiu, adiantando que está à espera de uma reunião para que o assunto possa ser ultrapassado: "Nessa altura acredito que o presidente da APAF possa explicar o porquê, em que moldes e em que condições os árbitros quererão fazer esta paragem. Acredito que encontraremos uma ponte e soluções para este assunto", concluiu.

O presidente da Liga falou ainda do vídeo-árbitro. Mesmo lembrando que o organismo não esteve "envolvido na implementação do VAR", deu o total apoio à iniciativa da FPF, considerando que tal como todos os projetos pioneiros "tem as suas fases e dores de crescimento". "Continuamos a acreditar muito neste projeto. Consideramos que os árbitros e a implementação tecnológica precisam de tempo", afirmou.

Relativamente à falha ocorrida ao minuto 66 no jogo da última jornada, entre o Desportivo das Aves e o Benfica, adiantou que a Liga, na segunda-feira à tarde, recebeu uma notificação do Conselho de Arbitragem a dizer que tinha havido uma anomalia técnica. "O que a Liga fez foi remeter esse parecer para o Conselho de Disciplina, que decidiu em conformidade, arquivando o processo. A Liga está confortável com tudo o que se tem passado", referiu.