Paulo Fonseca vestiu-se de Zorro para cumprir promessa. Veja o vídeo

Treinador português tinha prometido esta brincadeira se passasse aos oitavos de final da Liga dos Campeões

Dito e feito. Paulo Fonseca, treinador do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia tinha prometido mascarar-se de Zorro caso conseguisse o apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões. Com a vitória desta quarta-feira sobre o Manchester City, por 2-1, os ucranianos seguiram em frente, deixando o Nápoles pelo caminho, pelo que na conferência de imprensa o técnico português lá cumpriu o prometido e vestiu-se a rigor para comemorar a passagem à próxima ronda.

"Se passarmos, vou mascarar-me de Zorro. Sei que não acreditam, mas vai mesmo acontecer", havia revelado Paulo Fonseca na antevisão do Nápoles-Shakhtar Donetsk, ainda bem antes de alguém poder sonhar com este apuramento.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.