Nico Rosberg sai da Malásia mais líder após abandono de Hamilton

Australiano Daniel Ricciardo, em Red-Bull, ganhou o Grande Prémio da Malásia

O alemão Nico Rosberg (Mercedes) foi o grande beneficiado do abandono do inglês Lewis Hamilton do Grande Prémio da Malásia de Fórmula 1, numa corrida que teve vitória do australiano Daniel Ricciardo (Red Bull).

Rosberg, que teve um início de corrida atribulado, tendo caído para a 17.ª posição, acabou por ter a sorte do seu lado, ao beneficiar, a 15 voltas do termo da corrida, do abandono do seu companheiro de equipa com problemas no motor do seu carro.

Líder do campeonato com oito pontos de vantagem à partida para a prova, Rosberg sai da Malásia com 23 pontos de avanço, quando faltam cinco provas para o termo do campeonato.

Os dois Red Bull também tiraram partido dos incidentes verificados com os Mercedes e, depois de terem partido da segunda linha da grelha de partida, fizeram uma 'dobradinha' para a sua equipa, com Ricciardo a defender-se com êxito dos ataques do jovem holandês Max Verstappen - faz 19 anos na próxima sexta-feira -, assegurando a sua quarta vitória da carreira, primeira da temporada.

Enquanto Rosberg teve de efetuar uma corrida de trás para a frente, depois de se ter envolvido num acidente logo na primeira curva, que o relegou para a 17.ª posição, Hamilton, tricampeão do mundo, partiu para uma corrida em que a vitória parecia assegurada, o que lhe permitiria deixar a luta pelo título ainda mais aberta, mas o motor do Mercedes traiu-o a 15 voltas do fim.

Os finlandeses Kimi Raikkonen (Ferrari) e Valtteri Bottas (Williams) foram quarto e quinto classificados, respetivamente, com os restantes lugares pontuáveis a serem ocupados pelo mexicano Sergio Perez (Force India), sexto, pelo espanhol Fernando Alonso (McLaren), sétimo, pelo alemão Nico Hulkenberg (Force India), oitavo, pelo inglês Jenson Button (McLaren), nono, e pelo também inglês Jolyon Palmer (Renault), filho do antigo piloto Jonathan Palmer e que assim conquistou o seu primeiro ponto na Fórmula 1.

Enquanto Rosberg sai da Malásia com 23 pontos de vantagem sobre Hamilton, à falta de cinco grandes prémios, a Mercedes, que podia assegurar já hoje o título de construtores, terá de aguardar para a próxima prova para poder festejar mais um campeonato.

A próxima prova do Campeonato do Mundo, o Grande Prémio do Japão, disputa-se já no próximo domingo, no circuito de Suzuka.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

"Gilets jaunes": se querem a globalização, alguma coisa tem de ser feita

Há muito que existe um problema no mundo ocidental que precisa de uma solução. A globalização e o desenvolvimento dos mercados internacionais trazem benefícios, mas esses benefícios tendem a ser distribuídos de forma desigual. Trata-se de um problema bem identificado, com soluções conhecidas, faltando apenas a vontade política para o enfrentar. Essa vontade está em franco desenvolvimento e esperemos que os recentes acontecimentos em França sejam mais uma contribuição importante.