Nadal perde finalmente um set mas garante as meias-finais

O tenista espanhol eliminou o argentino Diego Schwartzman e agora vai defrontar discutir o acesso à final com Del Potro

Rafael Nadal está nas meias-finais do torneio Roland Garros, que decorre em Paris, depois de vencer o argentino Diego Schwartzman por 3-1, com os parciais de 4-6, 6-3, 6-2 e 6-2. O tenista espanhol, dez vezes campeão do torneio francês, vai agora disputar o acesso à final frente ao também argentino Juan Martín del Potro, que se desembaraçou do croata Marin Cilic também por 3-1 (7-6, 5-7, 6-3 e 7-5).

Nadal, que tinha visto o jogo adiado na quarta-feira devido à chuva, perdeu finalmente um set em Roland Garros, depois de ter vencido 37 consecutivos.

O espanhol volta a mostrar-se talhado para este torneio, do qual saiu vencedor em 10 das últimas 13 edições, a última das quais no ano passado. "Não foi fácil, mas estou muito feliz por alcançar as meias-finais. Tenho de agradecer o apoio do público", afirmou Nadal após o triunfo, garantindo que "depois da chuva" jogou ao seu "melhor nível, mais agressivo".

Nadal festejou assim:

Por sua vez, Del Potro vai disputar a segunda meia-final de Roland Garros da sua carreira (a anterior foi em 2009), à procura da primeira final. O argentino estava felicíssimo depois de vencer Cilic, e explicou porquê: "Há muito tempo que não sentia o meu corpo tão bem. Passei por três cirurgias no meu pulso direito e estive quase a retirar-me. Não tenho palavras para este momento, pois estou tão orgulhoso por estar a jogar ténis."

Veja aqui a emoção de Del Porto:

Vai haver uma campeã inédita

Nadal e Del Potro defrontam-se esta sexta-feira a partir das 14.30 horas, enquanto na outra meia-final, ao meio-dia, vão estar frente a frente o italiano Mauro Cecchinato, a grande sensação do torneio ao afastar Novak Djokovic, e o austríaco Dominic Thiem.

No quadro feminino, destaque para a romena Simona Halep, que alcançou pela terceira vez a final de Roland Garros, após vencer a espanhola Gabiñe Muguruza por 6-1 e 6-4. A outra finalista é a norte-americana Sloane Stephens, que derrotou a compatriota Madison Keys, por 6-4 e 6-4. Certo é que haverá uma campeã inédita em Roland Garros.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.