Ex-futebolista e comentador morre de ataque cardíaco após derrota do Egito

Abdel Rahim Mohamed comentou o jogo entre o Egito e a Arábia Saudita numa emissão televisiva

O ex-futebolista egípcio Abdel Rahim Mohamed morreu na segunda-feira, vítima de ataque cardíaco, pouco depois da derrota por 2-1 do Egito frente à Arábia Saudita no Mundial2018, noticia hoje a comunicação social local.

Mohamed, que comentou o jogo da terceira e última jornada do Grupo A para o canal televisivo Al Nil, apresentou os primeiros sintomas após o segundo golo dos sauditas, marcado aos 90+5 minutos, de acordo com o antigo guarda-redes Ahmed Fauzi, que o acompanhava no estúdio.

O antigo jogador, que também desempenhou as funções de treinador do Zamalek, foi transportado de imediato para um hospital localizado perto das instalações da emissora, no centro do Cairo, onde viria a falecer.

Ler mais

Premium

Ricardo Paes Mamede

A "taxa Robles" e a desqualificação do debate político

A proposta de criação de uma taxa sobre especulação imobiliária, anunciada pelo Bloco de Esquerda (BE) a 9 de setembro, animou os jornais, televisões e redes sociais durante vários dias. Agora que as atenções já se viraram para outras polémicas, vale a pena revistar o debate público sobre a "taxa Robles" e constatar o que ela nos diz sobre a desqualificação da disputa partidária em Portugal nos dias que correm.

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.