Joseph Blatter admite marcar presença no Mundial 2018

Putin terá convidado o ex-presidente da FIFA, que está suspenso, para assistir ao Mundial na Rússia

O ex-presidente da FIFA Joseph Blatter, suspenso por seis anos de toda a atividade no futebol, disse estar disponível para marcar presença na fase final do Mundial2018.

Segundo a edição de hoje do diário alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, enviou um convite a Blatter para a prova, mas o suíço não confirma a notícia, embora admita que, se for convidado, aceitará.

"Se for convidado, aceitarei", assegurou ao jornal alemão Joseph Blatter, que não se desloca a um estádio desde que foi suspenso, no âmbito do escândalo de corrupção que assolou a FIFA.

Depois de uma punição inicial de oito anos de suspensão, aplicada pelo Comité de Ética da FIFA, Blatter recorreu para o Comité de Apelo, que reduziu a pena para seis anos.

Blatter foi suspenso por um controverso pagamento, considerado ilegal, de 1,8 milhões de euros em 2011, por alegado trabalho de consultadoria realizado por Michel Platini, nove anos antes, em 2002.

Tal como Blatter, também o presidente suspenso da UEFA recebeu um castigo idêntico na segunda instância da FIFA e também já recorreu para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

Navegantes da fé

Este livro de D. Ximenes Belo intitulado Missionários Transmontanos em Timor-Leste aparece numa época que me tem parecido de outono ocidental, com decadência das estruturas legais organizadas para tornar efetiva a governança do globalismo em face da ocidentalização do globo que os portugueses iniciaram, abrindo a época que os historiadores chamaram de Descobertas e em que os chamados navegantes da fé legaram o imperativo do "mundo único", isto é, sem guerras, e da "terra casa comum dos homens", hoje com expressão na ONU.