José Manuel Constantino apoia reforço de verba do Governo para Tóquio2020

O presidente do Comité olímpico Português (COP) considerou hoje ser "uma boa notícia" a aprovação pelo Conselho de Ministros do aumento da despesa de 16 para 18,5 milhões para o programa de preparação olímpica para Tóquio2020.

"O Governo entendeu que havia razões para reforçar a dotação, tendo em conta as propostas apresentadas pelo COP para o ciclo 2018/2021", disse José Manuel Constantino à agência Lusa, quando instado a comentar a decisão governamental.

O presidente do COP também se regozijou com a verba suplementar de 650 mil euros de aditamento ao projeto olímpico Rio2016, que só expira no final de dezembro de 2017: "Neste ano de continuidade, até se iniciar o novo programa, é preciso apoiar atletas, treinadores e federações. Em ciclos anteriores não havia este ano de ligação entre o ciclo de que termina e o que se inicia, e faz todo o sentido que haja".

Segundo José Manuel Constantino, o reforço à dotação inicial para o ciclo Rio2016 deveu-se ao aumento significativo do número de atletas que integraram o projeto em 2017 e que tornaram a verba prevista insuficiente".

O Conselho de Ministros autorizou hoje uma despesa de 18,5 milhões de euros para o programa de preparação olímpica para Tóquio2020 e de 6,9 milhões de euros para o programa paralímpico.

De acordo com o comunicado do Conselho de Ministros de hoje, estes montantes correspondem a "aumentos substanciais relativamente às verbas dos programas para o Rio2016".

O contrato-programa para os Jogos Olímpicos Rio2016 contemplava um valor de 16 milhões de euros e para os paralímpicos de 3,8 milhões de euros.

Ler mais

Exclusivos

Premium

educação

O que há de fascinante na Matemática que os fez segui-la

Para Henrique e Rafael, os números chegaram antes das letras e, por isso, decidiram que era Matemática que seguiriam na universidade, como alunos do Instituto Superior Técnico de Lisboa. No dia em que milhares de alunos realizam o exame de Matemática A, estes jovens mostram como uma área com tão fracos resultados escolares pode, afinal, ser entusiasmante.