Itália fica de fora do Mundial 60 anos depois

Empate a zero em Milão na receção à Suécia deixou os italianos de fora do Campeonato do Mundo que se vai realizar em 2018 na Rússia. Última vez tinha sido em 1958

A Itália está fora do Mundial da Rússia do próximo ano. A squadra azzurra foi incapaz de marcar pelo menos um golo à Suécia esta segunda-feira, em Milão, para empatar a eliminatória do play-off (os suecos venceram por 1-0 na primeira mão) e ficou pelo caminho. A equipa transalpina dominou por completo o jogo, dispôs de várias oportunidades, mas esbarrou sempre no muro defensivo dos suecos. Tudo isto num jogo com alguns casos de arbitragem - as duas seleções reclamaram grandes penalidades a favor.

A eliminação da Itália impede o guarda-redes Gianluigi Buffon (39 anos) de tornar-se no futebolista com mais presenças em Campeonatos do Mundo - seriam seis e provavelmente terá perdido a oportunidade de quebrar esse recorde.

A primeira vez que a Itália falhou um Mundial foi logo na edição de estreia do Mundial, em 1930, com os transalpinos a juntarem-se a vários países europeus que resolveram abdicar de estar presentes na prova devido às longas viagens de barco até à América do Sul - a prova foi organizada pelo Uruguai.

Os italianos sagraram-se depois campeões do Mundo nas edições de 1934 e 1938 e voltaram a falhar uma fase final na edição de 1958, que curiosamente se realizou na Suécia. Na fase de qualificação, a squadra azzurra, integrada num grupo onde estavam Irlanda do Norte e Portugal, precisava apenas de um empate no derradeiro jogo com os irlandeses para carimbar o passaporte. Mas foram derrotados por 2-1 em Belfast e ficaram pelo caminho.

Desde esse ano de 1958 que os italianos não mais falharam um Campeonato do Mundo (até esta segunda-feira). Marcaram presença em todas as fases finais e sagraram-se campeões em duas ocasiões - 1982 e 2006. A verdade é que nos dois últimos Mundiais a Itália foi sempre uma das deceções da prova, não conseguindo passar da fase de grupos.

Ler mais

Exclusivos