Gastão Elias nos quartos de final do challenger de Buenos Aires

O tenista português, sétimo cabeça de série, qualificou-se esta quinta-feira para os quartos de final do torneio argentino, em terra batida, ao afastar o anfitrião Facundo Arguello

Recente vencedor do challenger de Campinas, no Brasil, o português, 128.º do mundo, impôs-se ao argentino, 274.º, em dois sets, pelos parciais de 6-3 e 6-2, num embate que durou uma hora e 27 minutos.

Nos quartos de final, Gastão Elias vai encontrar o vencedor do embate entre o argentino Federico Delbonis, 70.º jogador mundial e segundo pré-designado, e o francês Maxime Janvier, 288.º.

Na quarta-feira, João Domingues, número 182 ATP, também já tinha garantido um lugar nos quartos, ao derrotar o argentino Andrea Collarini, o 242.º, por 4-6, 6-2 e 6-4.

O jogador de Oliveira de Azeméis vai discutir o acesso às meias-finais face ao austríaco Gerald Melzer, quarto cabeça de série e 156.º do ranking mundial.

Ler mais

Exclusivos

Ricardo Paes Mamede

DN+ Queremos mesmo pagar às pessoas para se reproduzirem?

De acordo com os dados do Banco Mundial, Portugal apresentava em 2016 a sexta taxa de fertilidade mais baixa do mundo. As previsões do INE apontam para que a população do país se reduza em mais de 2,5 milhões de habitantes até 2080, caso as tendências recentes se mantenham. Segundo os dados da OCDE, entre os países com economias mais avançadas Portugal é dos que gastam menos com políticas de apoio à família. Face a estes dados, a conclusão parece óbvia: é preciso que o Estado dê mais incentivos financeiros aos portugueses em idade reprodutiva para que tenham mais filhos.