"Frederico tem tudo para ser campeão"

Frederico Morais

Jordy Smith está há dez anos no circuito mundial e só tem elogios para o rookie português. Vasco Ribeiro afastou um candidato ao título

Frederico Morais chegou à elite da World Surf League e não demorou muito tempo a ganhar o respeito de todos os surfistas, muitos deles veteranos no circuito. É o caso de Jordy Smith, o sul-africano que gosta do Benfica mas que neste ano irá abdicar de uma visita ao Estádio da Luz para se concentrar exclusivamente em manter viva a luta pelo título mundial até à última prova no Pipeline. Neste ano quer que a coroa seja sua, mas considera que o surfista português pode muito bem vir a ser campeão.

"Ele tem a mentalidade e trabalha muito. O Frederico tem tudo o que é preciso para ser campeão do mundo", salientou Jordy Smith ao DN. O sul-africano, que há dez anos compete ao mais alto nível, acrescentou que Kikas, como é conhecido, "é um adversário difícil", pois "não desiste". O português de 25 anos ocupa o 13.º lugar do ranking. "Ele tem um futuro promissor. O primeiro ano está ser fantástico. Foi segundo em J-Bay [na África do Sul], a minha onda preferida. Está a evoluir prova após prova, está a ficar mais confiante", explicou.

Confiança também não falta a Jordy Smith. Uma saída precoce na última competição em França fê-lo cair para segundo lugar do ranking, atrás de John John Florence, mas nada está perdido. Há um ano, o título escapou precisamente para o havaiano, mas Jordy está farto de ser "uma dama de honor", como disse, ou seja, depois de dois segundos lugares (o primeiro em 2010), quer finalmente sagrar-se campeão. O foco é tal, que o seu lado benfiquista ficará em segundo plano. "Quero visitar o Estádio da Luz, mas neste momento quero concentrar-me no surf e na competição", disse e reforçou: "Só quero ganhar. É nisso que estou focado. No ano passado consegui aqui um 10 [pontuação máxima numa onda]." Jordy considera que está a ser uma luta renhida pelo título, mas não está preocupado com os adversários: "Vou fazer o que tenho a fazer e os outros podem seguir-me."

O sul-africano elogiou um português e estará agora a torcer por outro. Vasco Ribeiro está novamente a ser uma das sensações do Meo Rip Curl Pro, em Peniche. O campeão nacional afastou um dos candidatos ao título, deixando o australiano Owen Wright fora das contas do ranking. Na terceira ronda terá pela frente o líder John John Florence (heat 6). Vasco Ribeiro mostrou-se descontraído: "Sem pressão. Só tenho a ganhar e nada a perder." No pensamento está o terceiro lugar de 2015, e mesmo estando presente através de um wildcard, Vasco Ribeiro mostra porque muito se olha para ele como outro português que pode chegar à elite do surf mundial.

"É ótimo estar aqui outra vez e com todos os portugueses na praia, mais especial é", salientou depois de ter ganho a Owen Wright, num heat muito equilibrado: 11.20 pontos contra 10.17. Vasco Ribeiro fez a melhor onda do dia: 9.37 em 10. O surfista espera que o apoio se repita neste domingo, com as previsões a apontarem novamente para condições que podem proporcionar momentos espetaculares de surf.

Com as expectativas em alta quanto ao estado do mar, não foi um dia fácil para os surfistas. "O mar estava um autêntico totoloto, tanto vinha uma onda muito boa como depois não vinha nada. As condições não estão excecionais, mas há ondas excecionais", salientou Frederico Morais. Tal como Vasco Ribeiro, Kikas irá disputar a segunda ronda, mas o seu heat só se realizará neste domingo. Será o segundo do dia, frente ao americano Nat Young.

No início do Meo Rip Curl Pro, oito ciclistas tinham possibilidade de conquistar o título, ainda que só John John Florence o possa fazer já em Peniche (como aconteceu em 2016). Owen Wright está fora das contas, tal como Filipe Toledo. O brasileiro soma duas vitórias neste ano e é o único dos oito com mais do que um triunfo. No entanto, repete uma saída precoce, desta feita frente ao italiano Leonardo Fioravanti. Matt Wilkinson, Julian Wilson e Adriano de Souza apuraram-se diretamente para a terceira ronda, tal como Smith e Florence. Gabriel Medina afastou Mason Ho na segunda.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Desporto
Pub
Pub