"Formato de sucesso" da Taça da Liga é "para ficar"

Foi apresentada esta sexta-feira a final four da Taça da Liga, que será realizada em Braga, de 20 a 27 de janeiro, com a participação de Vitória de Setúbal, Oliveirense, Sporting e FC Porto.

O presidente da Liga Portugal, Pedro Proença, apresentou, esta sexta-feira, em Braga, o programa da final four da Taça da Liga em futebol, que será realizada na "cidade dos arcebispos", de 20 a 27 de janeiro (com jogos a 23, 24 e 27). Em cartaz, além das meias-finais Vitória de Setúbal-Oliveirense e Sporting-FC Porto e da final, está um sem número de eventos desportivos e culturais, incluindo um Jogo de Lendas (com velhas glórias do futebol português), a Corrida do Adepto, um torneio de e-sports e atuações de nome como Anselmo Ralph, Fernando Alvim e Herman José.

"É uma prova revitalizada e dirigida aos adeptos, em formato de sucesso que será para ficar. É a pensar nos adeptos que fizemos a 'final four'. E lançaremos ainda a Fundação da Liga Portugal. Queremos uma semana para recordar", disse Pedro Proença, ao anunciar o programa - garantindo assim a continuidade da Taça da Liga nos mesmos moldes na próxima época. "Vamos ter um conjunto de atividades únicas e um formato que iniciámos há um ano, que marca o panorama do futebol em Portugal no final do mês de janeiro, com quatro equipas que ganham privilégio de estar na fase final de uma competição única", sublinhou ainda o presidente da Liga.

Na mesma cerimónia de apresentação do evento estiveram também os representantes dos quatro clubes finalistas, todos mostrando vontade de erguer o troféu - apesar do favoritismo de FC Porto e Sporting (que se encontram na segunda meia-final, a 24 de janeiro). "É uma satisfação para nós estar nesta competição. Vamos fazer tudo, como sempre, muitas vezes contra tudo e contra todos, para vencer", afirmou Fernando Gomes, dirigente do emblema azul e branco. "Com a responsabilidade que tem, está na altura de o Sporting inscrever o seu nome também nesta competição. Dignifica esta competição se a ganhar", disse, por sua vez, Bruno Mascarenhas, representante do Sporting.

De resto, os emissários de Vitória de Setúbal e Oliveirense, adversários da primeira meia-final (dia 23), mostraram igual ambição. "O grande objetivo do Vitória de Setúbal é manter-se na I Liga, mas já que estamos cá vamos lutar pela vitória", apontou o ex-jogador Sandro, enquanto porta-voz do emblema sadino. "O que vier daqui para a frente será fantástico. O Vitória de Setúbal é um clube carismático da I Liga, tem mais recursos que nós e muito mais responsabilidade nesta meia-final, mas faremos tudo para ultrapassar o adversário", referiu, por fim, o presidente da Oliveirense, Horácio Bastos.