Fernando Oliveira deve ir novamente a votos

Eleições de 21 de dezembro devem contar com uma lista encabeçada pelo atual presidente que, apesar de contestado, tentará cumprir o sétimo mandato como líder do emblema sadino

A contestação é imensa, o atual elenco diretivo continua sem conseguir aprovar contas de 2015, mas Fernando Oliveira, segundo o jornal A Bola, vai recandidatar-se ao cargo de presidente nas eleições convocadas para 21 de dezembro próximo.

Não deixa de ser surpreendente esta decisão de Fernando Oliveira, visto que foi o próprio a apresentar a demissão depois de um período que ainda não terminou de grande contestação à sua gestão.

Em princípio, Fernando Oliveira terá como opositor Vítor Hugo Valente, a quem derrotou a 25 de março deste ano por escassos 105 votos.

Caso volte a triunfar nas urnas, Fernando Oliveira iniciará o seu sétimo mandato como presidente do V. Setúbal num percurso intercalado - entre 1986 e 1991 e desde 2009 até à presente data.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Viriato Soromenho Marques

Quem ameaça a União Europeia?

Em 2017, os gastos com a defesa nos países da União Europeia tiveram um aumento superior a 3% relativamente ao ano anterior. Mesmo em 2016, os gastos militares da UE totalizaram 200 mil milhões de euros (1,3% do PIB, ou o dobro do investimento em proteção ambiental). Em termos comparativos, e deixando de lado os EUA - que são de um outro planeta em matéria de defesa (o gasto dos EUA é superior à soma da despesa dos sete países que se lhe seguem) -, a despesa da UE em 2016 foi superior à da China (189 mil milhões de euros) e mais de três vezes a despesa da Rússia (60 mil milhões, valor, aliás, que em 2017 caiu 20%). O que significa então todo este alarido com a necessidade de aumentar o esforço na defesa europeia?