Fernando Oliveira demite-se da direção do Vit. Setúbal

Fernando Oliveira apresentou hoje a sua demissão do cargo de presidente do Vitória de Setúbal, interrompendo o mandato 2017-2020 que iniciou em 25 de março último, após vencer as eleições para a direção do clube.

Na origem da decisão está "o clima de guerrilha de uma oposição organizada que tem como objetivo derrubar uma direção democraticamente eleita", disse, em conferência de imprensa realizada no Estádio do Bonfim.

"Tomo a decisão de apresentar a minha demissão. Sim, demito-me, demite-se a minha direção. Creiam que é algo que me custa muito e que queria a todo o custo evitar, mas não posso, não consigo aceitar que um grupo de pessoas que não representam, de todo, o Vitória, continuem reiteradamente a denegrir o Vitória e esta direção", anunciou.

Fernando Oliveira acusou um "pequeno grupo" de estar na origem dos tempos conturbados que o clube vive como resultado do duplo chumbo do relatório e contas de 2015.

"Não nos deixam trabalhar. Chego mesmo a pensar, que não querem que trabalhemos, pois assim fica ainda mais difícil aos Adriões [alusão a Júlio Adrião, candidato por si derrotado nas eleições de 2014] e companhia chegarem ao local para onde os vitorianos em eleições nunca os escolheram", referiu.

O dirigente, que lidera os destinos do clube desde 2008/09, repetiu a ideia transmitida no dia anterior, no discurso do 107.º aniversário do clube, não poupando críticas ao grupo contestatário.

"Têm um comportamento antidemocrático, prepotente e indigno de um pequeno grupo de sócios que se acha dono da verdade absoluta. Tem como objetivo criar o caos para derrubar uma direção democraticamente eleita", considerou.

Fernando Cardoso Ferreira, presidente da Assembleia Geral dos sadinos, vai, no início da próxima semana, agendar eleições para os órgãos sociais do clube. Antes disso, na quinta-feira, o Conselho Vitoriano reúne para debater o atual momento.

No próximo dia 28, os sócios reúnem-se pela terceira vez para discutir e votar o relatório e contas de 2015, documento que foi rejeitado pelos associados nas duas ocasiões anteriores em que foi submetido a votação.

No plano desportivo, a equipa do Vitória de Setúbal, treinada por José Couceiro, defronta no domingo (20:15) no Estádio da Luz, o Benfica, em jogo da 12.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.