All-Star Game português já tem eleitos

A Federação Portuguesa de Basquetebol divulgou hoje, no seu sítio oficial, a lista de jogadores para a edição 2018 do 'All-Star Game', evento agendado para o dia 7 de abril, em Albufeira.

A escolha foi realizada pelos treinadores e 'capitães' das 24 equipas das Ligas masculina e feminina, decorrendo já a partir de hoje, e até terça-feira, uma votação aberta ao público para a escolha dos cincos iniciais, através do 'site' e do twitter da federação.

A cidade algarvia de Albufeira acolhe, pela terceira temporada consecutiva, este evento. Nas duas últimas épocas, seleção do Norte venceu a do Sul por 87-85 (em 2015/16) e 97-90 (em 2016/17), com Jordan Baker (Galitos do Barreiro) e Bryce Douvier (Ovarense) a serem eleitos como os 'Jogadores Mais Valiosos' (MVP).

O 'All-Star Game' disputa-se integrado em mais uma edição (a 11.ª) da Festa do Basquetebol Juvenil, que decorrerá em Albufeira a partir de domingo.

Além do jogo propriamente dito, decorrerão em paralelo os concursos de afundanços e de lançamentos triplos.

Os treinadores Norberto Alves (Oliveirense) e José Ricardo Rodrigues (Benfica) irão orientar, respetivamente, as seleções do Norte e do Sul.

No 'All-Star Game' feminino, as seleções do Norte e do Sul serão orientadas, respetivamente, por Ricardo Botelho (União Sportiva) e José Leite (Quinta dos Lombos).

A primeira edição do 'All-Star Game' decorreu na época de 1990/91 na cidade açoriana da Horta, sendo que, durante seis temporadas consecutivas (entre 2010 e 2016), o evento esteve suspenso por decisão federativa.

- Lista de convocados:

Masculinos

Norte: Miguel Maria Cardoso (Vitória de Guimarães), Isaiah Johnson (Terceira Basket), José Barbosa (Ovarense), Carlos Cardoso (Illiabum), Jeff Early (Illiabum), João Balseiro (Oliveirense), Arnette Hallman (Oliveirense), João Grosso (Ovarense), Eric Coleman (Oliveirense), Will Hanley (FC Porto), Sasa Borovnjak (FC Porto) e Jermell Kennedy (Ovarense).

Treinador: Norberto Alves (Oliveirense).

Sul: Nuno Oliveira (Benfica), Mário Fernandes (CAB Madeira), Cedric Isom (Galitos Barreiro), Carlos Morais (Benfica), Khalen Cumberlander (CAB Madeira), José Silva (Benfica), Henrique Piedade (Galitos Barreiro), Dominique Coleman (Lusitânia), Carlos Andrade (Benfica), Kevin Coronel (Eléctrico P. Sor), Raven Barber (Benfica) e Demetric Austin (Barreirense).

Treinador: José Ricardo Rodrigues (Benfica).

Femininos

Norte: Inês Faustino (AD Vagos), Daniela Domingues (AD Vagos), Felicité Mendes (União Sportiva), Joana Canastra (AD Vagos), Joana Rochete (Olivais Coimbra), Sara Djassi (União Sportiva), Gabriela Raimundo (Ovarense), Carissa Crutchfield (Vitória de Guimarães), Khadijah Whittington (AD Vagos), Isabel Costa (Académico Porto), Letícia Rodrigues (União Sportiva) e Raphaella Monteiro (União Sportiva).

Treinador: Ricardo Botelho (União Sportiva).

Sul: Inês Viana (CAB Madeira), Catarina Neves (Benfica), Márcia Carvalho (Algés), Filipa Bernardeco (Benfica), Maianca Umabano (GDESSA Barreiro), Josephine Philippe (Quinta dos Lombos), Sara Dickey (Boa Viagem Açores), Claire Lamunu (Boa Viagem Açores), Beatriz Jordão (Quinta dos Lombos), Dezja James (Benfica), Kankou Coulibaly (Quinta dos Lombos) e Ashli Payne (GDESSA Barreiro).

Treinador: José Leite (Quinta dos Lombos).

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

'Motu proprio' anti-abusos

1. Muitas vezes me tenho referido aqui, e não só aqui, à tragédia da pedofilia na Igreja. Foram milhares de menores e adultos vulneráveis que foram abusados. Mesmo sabendo que o número de pedófilos é muito superior na família e noutras instituições, a gravidade da situação na Igreja é mais dramática. Por várias razões: as pessoas confiavam na Igreja quase sem condições, o que significa que houve uma traição a essa confiança, e o clero e os religiosos têm responsabilidades especiais. O mais execrável: abusou-se e, a seguir, ameaçou-se as crianças para que mantivessem silêncio, pois, de outro modo, cometiam pecado e até poderiam ir para o inferno. Isto é monstruoso, o cume da perversão. E houve bispos, superiores maiores, cardeais, que encobriram, pois preferiram salvaguardar a instituição Igreja, quando a sua obrigação é proteger as pessoas, mais ainda quando as vítimas são crianças. O Papa Francisco chamou a esta situação "abusos sexuais, de poder e de consciência". Também diz, com razão, que a base é o "clericalismo", julgar-se numa situação de superioridade sagrada e, por isso, intocável. Neste abismo, onde é que está a superioridade do exemplo, a única que é legítimo reclamar?

Premium

Adriano Moreira

A crise política da União Europeia

A Guerra de 1914 surgiu numa data em que a Europa era considerada como a "Europa dominadora", e os povos europeus enfrentaram-se animados por um fervor patriótico que a informação orientava para uma intervenção de curto prazo. Quando o armistício foi assinado, em 11 de novembro de 1918, a guerra tinha provocado mais de dez milhões de mortos, um número pesado de mutilados e doentes, a destruição de meios de combate ruinosos em terra, mar e ar, avaliando-se as despesas militares em 961 mil milhões de francos-ouro, sendo impossível avaliar as destruições causadas nos territórios envolvidos.