Federação disponível para testar vídeo no apoio aos árbitros

FPF admite iniciar testes já durante esta temporada

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) enviou na sexta-feira uma carta à FIFA a manifestar disponibilidade em realizar já esta época testes à introdução do vídeo no apoio aos árbitros em qualquer das competições nacionais.

Fonte oficial da FPF esclareceu à agência Lusa que na missiva enviada ao organismo foram colocadas uma série de questões sobre os procedimentos a tomar e mais detalhes sobre a amplitude dos testes, bem como fornecedores e equipamentos tecnológicos.

Os presidentes da Liga, Pedro Proença, ex-árbitro internacional, e do Conselho de Arbitragem da FPF, Vítor Pereira, também já se manifestaram a favor dos testes à introdução do vídeo.

O International Board (IFAB), que regulamenta as regras no futebol, recomendou na quinta-feira ensaios preliminares sobre a introdução de tecnologia vídeo como apoio ao trabalho dos árbitros, decisão que poderá ser ratificada formalmente na próxima reunião da organização, entre 04 e 06 de março, em Cardiff.

Um dia depois, a Federação Holandesa de Futebol (KNVB) confirmou que vai permitir que os árbitros recorram à ajuda de imagens em vídeo para decidirem lances considerados chave na Taça da Holanda em futebol da próxima época.

Nos testes experimentais, os árbitros poderão recorrer ao auxílio da tecnologia vídeo para decidir sobre casos que envolvam golos, expulsões e grandes penalidades.

O sistema também poderá alertar os juízes para irregularidades que não tenham detetado, mas as equipas não poderão pedir a intervenção do sistema, à semelhança do que acontece em outras modalidades, como o ténis.