FC Porto e Sporting reatam relações institucionais

"É muito mais o que nos une do que aquilo que nos separa", diz comunicado conjunto

O FC Porto e o Sporting reataram esta quinta-feira relações institucionais, no seguimento de uma reunião realizada ontem à noite, com esse objetivo.

Num comunicado publicado nos sites de ambos os clubes e assinado em conjunto por Nuno Saraiva, diretor de comunicação do Sporting, e Francisco J. Marques, diretor de comunicação do FC Porto, refere-se que a reunião realizada não foi uma cimeira "anti-Benfica" nem teve "qualquer sentimento anti seja quem for", mas permitiu concluir uma "convergência de posições" em relação a vários assuntos do futebol português, que são identificados:

- O vídeo-árbitro e regras da sua implementação;
- A publicidade imediata dos relatórios dos árbitros e dos delegados;
- Alterações ao regulamento disciplinar de modo a que esteja conforme a Constituição da República e a que os castigos sejam confinados ao âmbito estritamente desportivo;
- Propostas no sentido de que os recursos para o TAD e o Conselho de Justiça tenham efeito suspensivo das decisões do Conselho de Disciplina;
- Substituição imediata do coordenador dos Delegados da Liga;
- Reconhecimento dos títulos do Campeonato de Portugal como sendo de Campeões Nacionais, como consta da documentação oficial da Federação Portuguesa de Futebol e suas plataformas;
- Regresso dos sumaríssimos para lances em que o árbitro não tenha visto e sejam detetados pela transmissão televisiva;
- Que a lei seja efetivamente cumprida no que respeita às claques e à violência no desporto, doa a quem doer;
- Redução dos jogos disputados à noite.

"Concluída esta reunião, verificámos que há caminho que pode e deve ser feito em conjunto, considerando que é muito mais aquilo que nos une do que aquilo que nos separa", explica o comunicado, anunciando então o início do processo de reatamento de relações entre Sporting e FC Porto.

Recorde-se que os clubes estavam de relações cortadas desde um incidente entre o presidente do Sporting Bruno de Carvalho e o administrador da SAD portista Adelino Caldeira, em junho de 2013, na final da Taça de Portugal de andebol.

Exclusivos