Histórico: Portugal consegue primeira vitória numa fase final

Seleção nacional feminina venceu a Escócia por 2-1, este domingo, no segundo jogo no Europeu da Holanda

No ano de estreia em fases finais de grandes competições, a seleção feminina portuguesa acrescentou este domingo mais um feito histórico ao seu percurso, vencendo a Escócia por 2-1, na segunda jornada do grupo D do Europeu, que se realiza na Holanda.

Coube a Carolina Mendes ser a autora do primeiro golo de Portugal numa fase final, ao colocar a seleção portuguesa em vantagem frente à Escócia, aos 27 minutos. Carolina, uma das novidades no 'onze' português, aproveitou um erro de uma defesa escocesa para colocar a 'equipa das quinas' em vantagem, fixando o 1-0 com que se chegou ao intervalo.

Na segunda parte, a Escócia ainda empatou, por Erin Cuthbert, aos 68 minutos, mas pouco depois, aos 72', Ana Leite fez o golo que permitiu à seleção feminina festejar a sua primeira vitória no Europeu.

Recorde-se que na primeira jornada Portugal tinha perdido com a Espanha (2-0), enquanto a Escócia tinha sido goleada pela Inglaterra (6-0). Na última ronda do grupo D, a seleção lusa defronta a inglesa, dia 27.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Adriano Moreira

O relatório do Conselho de Segurança

A Carta das Nações Unidas estabelece uma distinção entre a força do poder e o poder da palavra, em que o primeiro tem visibilidade na organização e competências do Conselho de Segurança, que toma decisões obrigatórias, e o segundo na Assembleia Geral que sobretudo vota orientações. Tem acontecido, e ganhou visibilidade no ano findo, que o secretário-geral, como mais alto funcionário da ONU e intervenções nas reuniões de todos os Conselhos, é muitas vezes a única voz que exprime o pensamento da organização sobre as questões mundiais, a chamar as atenções dos jovens e organizações internacionais, públicas e privadas, para a necessidade de fortalecer ou impedir a debilidade das intervenções sustentadoras dos objetivos da ONU.