De que é suspeito Benzema? O escândalo que abala a seleção francesa

Recorde a história da chantagem a Mathieu Valbuena, que remonta ao mês de junho

O futebolista do Real Madrid Karim Benzema foi formalmente acusado esta quinta-feira, após ter passado uma noite na prisão, de ter sido cúmplice na chantagem do seu colega na seleção francesa Mathieu Valbuena. A história, que remonta ao princípio de junho, levou mesmo o selecionador francês a deixar Valbuena de fora na convocatória para os próximos jogos da França.

Junho: Valbuena começa a ser chantageado

Como recorda o jornal francês Le Figaro, o caso remonta ao princípio de junho deste ano, quando Mathieu Valbuena, médio francês, estava com a seleção para jogos amigáveis contra a Bélgica e a Alemanha. Foi nessa altura que o futebolista, que joga no Lyon, diz ter sido contactado por telefone por alguém que dizia ter um vídeo seu a ter relações sexuais com a namorada. A pessoa pedia 100 mil euros para não divulgar o vídeo.

Valbuena decidiu apresentar queixa à polícia e, a partir daí, as negociações com os chantagistas passaram a ser feitas por um agente da polícia que se fazia passar pelo futebolista. A investigação terá levado a polícia até pessoas próximas de Valbuena, um dos quais teria um telemóvel com o vídeo sexual do médio.

Outubro: Valbuena é abordado por Benzema e Cissé

Foi só no fim do verão, em outubro, que Valbuena começou a ser abordado por outros futebolistas por causa do vídeo, algo que até ali ainda não tinha surgido na imprensa. O primeiro a falar com ele terá sido mesmo Karim Benzema, no dia 5, tendo alegadamente incentivado Valbuena a pagar o resgate.

O caso tornou-se público quando Djibril Cissé, ex-futebolista, foi detido por ter abordado Mathieu Valbuena acerca do vídeo, a 13 de outubro. A polícia tinha identificado algumas pessoas no âmbito da investigação que podiam estar relacionadas com a chantagem e que eram próximas de Cissé, o que as terá levado a suspeitar do antigo avançado da seleção francesa.

Cissé foi libertado no mesmo dia, e esclareceu que tinha falado com Valbuena na condição de amigo. "O Mathieu é meu amigo e eu estava só a preveni-lo de que havia alguma coisa grave que o podia ameaçar", afirmou Djibril Cissé ao canal D8. "Eu nunca extorqui ninguém". Poucos dias depois, Valbuena confirmava esta versão numa publicação no seu Instagram em que lamentava que o seu amigo Cissé, que o tinha tentado ajudar, tivesse sido detido.

No final do mês de outubro, o jornal francês La Provence revelou que um homem chamado Axel Angot, próximo de vários futebolistas franceses, estaria no centro da extorsão. Angot terá confirmado que o vídeo de Mathieu Valbuena a ter relações sexuais lhe chegou por um próximo do futebolista, e que ele, com a ajuda de outra pessoa, tinha decidido contactá-lo para extorquir não 100 mil mas 150 mil euros.

Novembro: Benzema é detido e acusado

A 2 de novembro, mais uma detenção no âmbito deste caso: uma pessoa que seria próxima de um dos irmãos de Karim Benzema. Essa proximidade com os suspeitos, juntamente com a conversa entre Benzema e Valbuena a 5 de outubro, fez com que a polícia detivesse Benzema no dia 4 de novembro, esta quarta-feira. Suspeitava-se de que Benzema tivesse tentado convencer Valbuena a pagar ao chantagista por estar a trabalhar em conjunto com os criminosos, o que faria dele cúmplice.

Esta quinta-feira, 5 de novembro, Karim Benzema foi formalmente acusado de ser cúmplice na chantagem feita a Valbuena, e ficou agora interdito de contactar com o colega da seleção.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.