Cristiano Ronaldo o melhor de sempre? Maradona ri-se

Astro argentino diz para o português não brincar. Mas deixa-lhe elogios

Diego Armando Maradona é, por estes dias, treinador do Al-Fujairah, da segunda divisão dos Emirados Árabes Unidos, onde se disputa atualmente o Mundial de Clubes, que sábado tem a final entre Real Madrid e Grêmio. Oportunidade aproveitada por uma equipa de reportagem do jornal espanhol AS para questionar o antigo astro argentino sobre a recente declaração de Cristiano Ronaldo em que o português se autoproclamou o "melhor jogador da História", depois de conquistar a sua quinta Bola de Ouro atribuída pela revista France Football.

E como reagiu um dos melhores jogadores do século XX - para muitos o melhor, mesmo - à afirmação de Cristiano? Com uma risada. "Não brinque. Digam-lhe que não brinque", respondeu Maradona, questionado depois sobre quem, então, será o melhor de sempre. "Do pouco que vi... Alfredo Di Stefano... Cruyff... Messi... e pode estar Cristiano também".

Maradona disse também que se no tempo dele de jogador o prémio da Bola de Ouro não fosse atribuído exclusivamente a futebolistas europeus, então teria "mais troféus que Cristiano e Messi".

Ainda assim, o ex-futebolista argentino, que levou a sua seleção à vitória no mundial de 1986, no México, teve elogios para o avançado português do Real Madrid. "É maravilhoso. O que mais gosto nele? A sua definição. E outra coisa: Quando a equipa precisa dele, ele está lá. E atenção que depois de Cruyff não houve muitos jogadores assim."

Maradona teve ainda elogios para Kylian Mbappé: "Mbappé é para mim a revelação do futebol", considerou o argentino, campeão mundial em 1986. Uma ideia que levou o antigo futebolista a considerar que Mbappé, emprestado pelo Mónaco ao Paris Saint-Germain, poderá intrometer-se na luta pela Bola de Ouro, entre Lionel Messi e Cristiano Ronaldo, ambos com cinco.

"Dá-la a Cristiano Ronaldo e dá-la a Messi tornou-se aborrecido, é preciso que outros entrem na luta, como Cavani, Mbappé, Ibrahimovic, não sei, tem que haver outros", justificou a antiga estrela argentina.

Questionado sobre o melhor jogador da história, Maradona coloca nesse patamar Alfredo Di Stéfano, Cruyff, Messi e Cristiano Ronaldo, reconhecendo muita qualidade na "definição" das jogadas ao internacional português, pois está sempre presente "quando a equipa necessita."

Com Lusa

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.