Cristiano Ronaldo nomeado para desportista do ano dos Laureus

Esta é a quinta nomeação do português, que poderá tornar-se o primeiro futebolista a conquistar este galardão

O futebolista português Cristiano Ronaldo foi hoje nomeado para os Prémios Laureus, na categoria de desportista masculino do ano, a quinta nomeação para o atleta luso.

O capitão da seleção nacional, que venceu recentemente o prémio FIFA 'The Best' e a Bola de Ouro da revista France Football, pode, assim, tornar-se o primeiro futebolista a conquistar o galardão de desportista masculino do ano e suceder ao velocista jamaicano Usain Bolt, que venceu em 2017 pela quarta vez.

Esta é já a quinta nomeação do jogador português, depois de ter sido considerado para o prémio em 2009, 2014, 2015 e 2017.

Cristiano Ronaldo concorre com o tenista suíço Roger Federer, o fundista britânico Mo Farah, o ciclista britânico Chris Froome, o piloto britânico de Fórmula 1 Lewis Hamilton e o tenista espanhol Rafael Nadal.

Além do próprio 'astro' luso, também o Real Madrid, clube que representa e com o qual venceu a Liga dos Campeões em 2016/17, está nomeado, na categoria de equipa do ano.

Na categoria feminina, a atleta sul-africana Caster Semenya compete com as tenistas Garbiñe Muguruza (Espanha) e Serena Williams (Estados Unidos), além das norte-americanas Allyson Felix, Katie Ledecky e Mikaela Shiffrin.

Os prémios Laureus são atribuídos desde o ano 2000, tendo Lisboa acolhido a organização das edições de 2004 e 2005.

Atleta masculino do ano:

Cristiano Ronaldo (Por, futebol).

Mo Farah (GB, atletismo).

Roger Federer (Sui, ténis).

Lewis Hamilton (GB, automobilismo).

Rafael Nadal (Esp, ténis).

Chris Froome (GB, ciclismo).

Atleta feminina do ano:

Caster Semenya (ZAF, atletismo).

Garbiñe Mugurza (Esp, ténis).

Serena Williams (USA, ténis).

Allyson Felix (USA, atletismo).

Mikaela Shiffrin (USA, alpinismo).

Katie Ledecky (USA, natação).

Equipa do ano:

Equipa francesa na Taça Davis (ténis).

Golden State Warriors (basquetebol).

Mercedes-AMG Petronas (Fórmula 1).

New England Patriots (Futebol americano).

Nova Zelândia (vela).

Real Madrid (futebol).

Revelação do ano:

Anthony Joshua (GB, boxe).

Kylian Mbappé (Fr, futebol).

Jelena Ostapenko (Let, ténis).

Sergio García (Esp, golfe).

Giannis Antetokounmpo (Gre, basquetebol).

Caeleb Dressel (USA, natação).

Regresso do ano:

FC Barcelona (Esp, futebol).

Roger Federer (Sui, ténis).

Valentino Rossi (Ita, motociclismo).

Sally Pearson (Aus, atletismo).

Justin Gatlin (USA, atletismo).

Chapecoense (Brasil, futebol).

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.