Portugal goleia Moldávia por 8-0

A seleção portuguesa feminina de futebol goleou a Moldávia, por 8-0, em partida do grupo 6 da fase de qualificação para o Mundial 2019, realizada no Estádio do Bonfim, em Setúbal

Após a derrota (1-0) com a Bélgica no primeiro jogo, a seleção nacional não sentiu dificuldades em vencer a frágil congénere moldava. As comandadas de Francisco Neto somam agora três pontos e estão, com menos um jogo, a seis de distância das líderes Bélgica e Itália.

Num jogo de sentido único, Portugal conseguiu quebrar a resistência moldava aos 19 minutos, na sequência de um lance de bola parada. Após canto de Andreia Norton, Carolina Mendes, sem concorrência nas alturas, elevou-se para cabecear ao ângulo superior direito, fazendo o 1-0.

À meia hora de jogo, o resultado verificado era lisonjeiro para a Moldávia, que esteve sempre remetida ao seu setor defensivo. Depois de um aviso de Carolina Mendes, 27 minutos, não demorou muito para a equipa lusa ampliar a vantagem. Aos 31, Cusinova introduziu a bola na própria baliza, após cruzamento de Ana Borges.

Só depois de estar a perder por 2-0, a Moldávia, aos 36 minutos, conseguiu, sem perigo, chegar à baliza de Patrícia Morais. A guardiã lusa limitou-se a segurar uma bola rematada por uma adversária num livre direto, marcado a 50 metros da baliza.

No segundo tempo, com a quebra física das adversárias, o domínio das portuguesas intensificou-se. Logo aos 47 minutos, o público presente no Bonfim voltou a festejar um golo (3-0). Zatusevscaia travou o primeiro remate de Vanessa Marques, mas nada pôde fazer para evitar a recarga vitoriosa de Carole Costa.

Sem surpresa, perante uma Moldávia sem argumentos para contrariar as anfitriãs, Portugal aumentou a vantagem. Diana Silva rematou para o 4-0, aos 63 minutos, após assistência de Joana Marchão, e Dolores Silva, de grande penalidade, fez o 5-0, aos 72 minutos.

Até ao apito final houve tempo para mais três golos. Vanessa Marques, de cabeça, após canto de Joana Marchão (79), Carole Costa, que 'bisou' aos 83 minutos num remate forte e colocado, e Vanessa Marques, aos 90+1, fecharam as contas do encontro.

Exclusivos