COI ratifica desclassificação de duas atletas russas

O Comité Olímpico Internacional (COI) anunciou esta quarta-feira a desqualificação das atletas russas Yulia Gushchina e Anna Nazarova, na sequência da reanálise das amostras dos Jogos de Londres (2012)

O anúncio do COI acontece dois dias depois de a federação russa de atletismo ter revelado que as duas atletas tinham sido desclassificadas por terem dado positivo por doping.

Nos Jogos Olímpicos Londres 2012, Yulia Gushchina foi 15.ª nos 400 metros e fez parte da equipa que conquistou a medalha prata nos 4x400 estafetas, mas que já a tinha perdido em fevereiro, devido à da desclassificação por doping de Antonia Krivoshapka.

Já Anna Nazova, tinha sido quinta no comprimento em 2012, ao saltar 6,77 metros.

Na sequência da reanálise das amostras recolhidas nos Jogos Olímpicos Pequim2008 e Londres2012, mais de uma centena de novos casos de dopagem foram revelados, a maioria dos quais no halterofilismo e no atletismo.

O COI reanalisou 584 amostras de Londres 2012, tendo detetado 49 casos de doping, 21 dos quais de atletas russos.

Ler mais

Premium

Rosália Amorim

"Sem emoção não há uma boa relação"

A frase calorosa é do primeiro-ministro António Costa, na visita oficial a Angola. Foi recebido com pompa e circunstância, por oito ministros e pelo governador do banco central e com honras de parada militar. Em África a simbologia desta grande receção foi marcante e é verdadeiramente importante. Angola demonstrou, para dentro e para fora, que Portugal continua a ser um parceiro importante. Ontem, o encontro previsto com João Lourenço foi igualmente simbólico e relevante para o futuro desta aliança estratégica.