Guangzhou Evergrande torna-se o clube "mais valioso do mundo"

A equipa de Scolari e Jackson Martínez atingiu os três mil milhões de euros capitalização bolsista, superando o Real Madrid

O pentacampeão chinês de futebol, o Guangzhou Evergrande Taobao, tornou-se o clube mais valioso do mundo, após ter atingido 3,35 mil milhões de dólares (cerca de três mil milhões de euros) em capitalização bolsista, avançou hoje a agência oficial chinesa Xinhua.

"Gaungzhou Evergrande supera os maiores clubes do mundo em valor de mercado", aclama a agência, que refere uma transação das ações do clube no discreto índice chinês National Equities Exchange and Quotations (NEEQ).

A venda de 36.000 ações, por 1,98 milhão de yuan (quase 280 milhões de euros), 55 por cada uma, representa uma valorização de 40% face ao valor a que o clube vendeu ações há dois meses, numa tentativa de captar fundos.

A capitalização de mercado do Guangzhou ultrapassou assim o valor do Real Madrid, 3,26 mil milhões de dólares (2,9 mil milhões de euros), fixado pela revista norte-americana Forbes, que apontou o clube espanhol como o mais valioso em 2015.

Os principais acionistas do Guangzhou são o gigante chinês do imobiliário Evergrande (56,71% das ações) e o Alibaba (37,81%), grupo de comércio eletrónico fundado pelo magnata Jack Ma.

Em 2014, aquele clube, que venceu também a última edição da Liga dos Campeões Asiática, apresentou um prejuízo de 75 milhões de dólares.

Durante o mercado de transferência de inverno, o Guangzhou pagou 42 milhões de euros ao Atlético de Madrid pelo colombiano Jackson Martínez, ex-avançado do FC Porto.

Ler mais

Exclusivos