Cinco jogadores de voleibol cubanos condenados por violação

O caso remonta a julho, quando a seleção cubana esteve no país para um torneio antes dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro

Cinco jogadores da seleção cubana de voleibol foram considerados culpados de violação por um tribunal finlandês.

O caso remonta a julho, quando a seleção cubana esteve no país para um torneio antes dos Jogos Olímpicos do Rio de janeiro. Seis jogadores foram acusados de violar uma mulher no hotel onde a equipa ficou, em Tampere. Um foi considerado inocente.

Entre os cinco considerados culpados, quatro receberam penas de cinco anos de prisão e um quinto foi condenado a três anos e meio.

Todos os homens, com idades entre 19 e os 27 tinham negado a acusação, ou negando ter estado com a mulher ou alegando que o sexo foi consensual.

A federação cubana tinha condenado o caso em julho. A equipa foi aos Jogos Olímpicos sem os jogadores detidos, mas perdeu todos os jogos.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

"Likai-vos" uns aos outros

Quem nunca assistiu, num restaurante, por exemplo, a esta cena de estátuas: o pai a dedar num smartphone, a mãe a dedar noutro smartphone e cada um dos filhos pequenos a fazer o mesmo, eventualmente até a mandar mensagens uns aos outros? É nisto que estamos... Por isso, fiquei muito contente quando, há dias, num jantar em casa de um casal amigo, reparei que, à mesa, está proibido o dedar, porque aí não há telemóvel; às refeições, os miúdos adolescentes falam e contam histórias e estórias, e desabafam, e os pais riem-se com eles, e vão dizendo o que pode ser sumamente útil para a vida de todos... Se há visitas de outros miúdos, são avisados... de que ali os telemóveis ficam à distância...