Campanha "Jogos Solidários" já ultrapassou o meio milhão de euros

Campanha ainda decorre

Os jogos Portugal-Arábia Saudita e Portugal-EUA (que ainda decorre), estão dentro da campanha "Jogos Solidários", que tem como objetivo angariar fundos para a reconstrução de casas para famílias dos concelhos afetados pelos incêndios.

É possível fazer donativos através do telefone - existem várias personalidades, incluindo jogadores de futebol, a atender telefonemas - e a campanha já chegou aos 500 mil euros, esperando-se que até ao fim do jogo desta terça-feira o valor seja ainda ultrapassado esse montante.

O valor advém não só dos telefonemas, como dos bilhetes vendidos para os jogos e os donativos feitos por várias empresas contactadas pela Federação Portuguesa de Futebol.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ricardo Paes Mamede

A "taxa Robles" e a desqualificação do debate político

A proposta de criação de uma taxa sobre especulação imobiliária, anunciada pelo Bloco de Esquerda (BE) a 9 de setembro, animou os jornais, televisões e redes sociais durante vários dias. Agora que as atenções já se viraram para outras polémicas, vale a pena revistar o debate público sobre a "taxa Robles" e constatar o que ela nos diz sobre a desqualificação da disputa partidária em Portugal nos dias que correm.

Premium

Rosália Amorim

Crédito: teremos aprendido a lição?

Crédito para a habitação, crédito para o carro, crédito para as obras, crédito para as férias, crédito para tudo... Foi assim a vida de muitos portugueses antes da crise, a contrair crédito sobre crédito. Particulares e também os bancos (que facilitaram demais) ficaram com culpas no cartório. A pergunta que vale a pena fazer hoje é se, depois da crise e da intervenção da troika, a realidade terá mudado assim tanto? Parece que não. Hoje não é só o Estado que está sobre-endividado, mas são também os privados, quer as empresas quer os particulares.