Camarões sagram-se campeões graças a Aboubakar

O avançado emprestado pelo FC Porto ao Besiktas marcou o golo da vitória por 2-1 na final com o Egito

Os Camarões sagraram-se este domingo campeões africanos ao vencerem o Egito por 2-1, na final da Taça das Nações Africanas, que se realizou no Gabão.

O avançado Aboubakar foi o herói dos Camarões ao marcar aos 88 minutos o golo do triunfo.

O jogador cedido pelo FC Porto ao Besiktas entrou ao intervalo quando a sua seleção perdia por 1-0, tendo o golo egípcio sido apontado por Elneny, médio do Arsenal.

O defesa N"Koulou (Lyon) empatou aos 59 minutos, tendo Aboubakar feito rebentar a festa dos Camarões, que conquistaram o quinto título de campeões africanos.

Aliás, os leões indomáveis são a segunda seleção com mais títulos africanos, apenas superados precisamente pelo Egito, que soma sete troféus.

Os Camarões vão desta forma participar na Taça das Confederações, que se realiza no próximo verão na Rússia, integrando o grupo B com Alemanha, Austrália e Chile. Refira-se que Portugal integra o grupo A, com Nova Zelândia, México e Rússia

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

País com poetas

Há muito para elogiar nos que, sem perspectivas de lucro imediato, de retorno garantido, de negócio fácil, sabem aproveitar - e reciclar - o património acumulado noutras eras. Ora, numa fase em que a Poesia se reergue, muitas vezes por vias "alternativas", de esquecimentos e atropelos, merece inteiro destaque a iniciativa da editora Valentim de Carvalho, que decidiu regressar, em edições "revistas e aumentadas", ao seu magnífico espólio de gravações de poetas. Originalmente, na colecção publicada entre 1959 e 1975, o desafio era grande - cabia aos autores a responsabilidade de dizerem as suas próprias criações, acabando por personalizá-las ainda mais, injectando sangue próprio às palavras que já antes tinham posto ao nosso dispor.