Buffon confirma o adeus em lágrimas

Guarda-redes de 39 anos realizou esta segunda-feira o último jogo pela seleção transalpina. Despedida inglória, no encontro que ditou o afastamento da squadra azzurra da fase final do Mundial 2018

Gianluigi Buffon confirmou esta segunda-feira que vai deixar a seleção italiana, após o jogo diante da Suécia - 0-0, depois de 0-1 para os nórdicos na primeira mão - que ditou o afastamento dos transalpinos da fase final do Campeonato do Mundo do próximo ano.

"Somos orgulhosos, fortes e capazes de levantarmo-nos. Deixo uma seleção nas mãos de quem sabe falar dela. Um abraço a todos, especialmente a quem partilhou esta viagem maravilhosa comigo. É uma pena que o meu último jogo oficial tenha sido na qualificação em que falhámos o acesso ao Mundial", confessou, ao cabo de 175 internacionalizações.

"Não estou triste apenas por mim, mas por toda a gente. Falhámos algo que pode ser negativo a nível social", acrescentou o veterano guarda-redes da Juventus, de 39 anos.

O guarda-redes adiantou ainda que Chiellini, Barzagli e De Rossi também vão deixar a seleção. Nos próximos dias é igualmente esperada a saída do selecionador Giampiero Ventura.

Exclusivos

Premium

Betinho

"NBA? Havia campos que tinham baldes para os jogadores vomitarem"

Nasceu em Cabo Verde (a 2 de maio de 1985), país que deixou aos 16 anos para jogar basquetebol no Barreirense. O talento levou-o até bem perto da NBA, mas foi em Espanha, Andorra e Itália que fez carreira antes de regressar ao Benfica para "festejar no fim". Internacional português desde os Sub-20, disse adeus há seleção há apenas uns meses, para se concentrar na carreira. Tem 34 anos e quer jogar mais três ou quatro ao mais alto nível.