Fenerbahçe vence Sp. Braga pela margem mínima (1-0)

Minhotos bateram-se muito bem, podiam ter marcado antes do golo turco e agora estão obrigados a virar a eliminatória no Minho. Não é uma utopia pensar nos quartos-de-final

O Sp. Braga joga motivado pelo registo de 15 jogos consecutivos sem perder e após uma vitória moralizadora diante do FC Porto foi a Istambul jogar de igual para igual com o Fenerbahçe de Vítor Pereira. Mas um golo de Topal acabou por fazer a diferença aos 82 minutos.

A equipa portuguesa teve duas grandes oportunidades de golo no jogo, uma de Hassan e outra de Josué, que obrigou Demirel a fazer uma grande defesa. Mas Matteus também esteve atento e teve de se aplicar. Evitou o golo a Van Persie (ainda marcou mas o lance foi invalidade por fora de jogo) e a Erkin, que tentou fazer um golo de canto direto.

Bruno Alves foi titular na equipa turca, enquanto Raul Meireles e Nani começaram no banco e entraram na segunda parte. Para o jogo da segunda mão, em Braga, dia 17, Paulo Fonseca não poderá contar com Luiz Carlos, que viu um cartão amarelo na Turquia.

Fenerbahçe: Volkan Demirel; Sener Ozbayrakli, Kjaer, Bruno Alves e Caner Erkin; Mehmet Topal, Souza e Ozan Tufan; Alper Potuk, Volkan Sen e Van Persie.

Sp. Braga: Matheus; Baiano, Ricardo Ferreira, André Pinto e Goiano; Luiz Carlos, Vukcevic, Josué e Rafa; Wilson Eduardo e Hassan.

Exclusivos

Premium

Líderes europeus

As divisões da Europa 30 anos após o fim da Cortina de Ferro

Angela Merkel reuniu-se com Viktor Orbán, Emmanuel Macron com Vladimir Putin. Nos próximos dias, um e outro receberão Boris Johnson. E Matteo Salvini tenta assalto ao poder, enquanto alimenta a crise do navio da ONG Open Arms, com 107 migrantes a bordo, com a Espanha de Pedro Sánchez. No meio disto tudo prepara-se a cimeira do G7 em Biarritz. E assinala-se os 30 anos do princípio do fim da Cortina de Ferro.