Bracarenses perdem mas ganham o grupo na noite do adeus em Guimarães

No duplo confronto entre minhotos e turcos, o Sp. Braga perdeu em Istambul e saiu a sorrir. O Vitória empatou em casa e chorou

O Sporting de Braga sofreu ontem a segunda derrota na fase de grupos da Liga Europa, desta vez na Turquia diante do Istambul Basaksehir, por 2-1. Ainda assim, a equipa orientada por Abel Ferreira conseguiu manter o primeiro lugar do grupo C, uma vez que no outro jogo, realizado na Alemanha, o Hoffenheim empatou 1-1 com os búlgaros do Ludogorets. Já o V. Guimarães não conseguiu melhor que o empate 1-1, em casa, diante do Konyaspor, e sentenciou a eliminação.

Os bracarenses entraram no jogo praticamente a perder, uma vez que o bósnio Edin Visca abriu o marcador logo aos dez minutos, já depois de Fábio Martins ter perdido uma grande oportunidade para adiantar o Sp. Braga no marcador. Em desvantagem, a equipa portuguesa foi à procura do empate, tendo visto mesmo Fábio Martins atirar uma bola na trave, a que se junta o desperdício de André Horta e Dyego Sousa.

O empate acabou por surgir no início do segundo tempo, quando Raúl Silva finalizou uma lance ensaiado na sequência de um livre. Só que os bracarenses acabaram por ser traídos por seu ex-jogador, no caso Márcio Mossoró, que simulou uma falta dentro da área, que iludiu o árbitro. O veterano Emre Belözoglu bateu Matheus e ofereceu o triunfo aos turcos, que ainda assim não conseguiram fugir à eliminação.

Abel Ferreira elogiou a boa exibição da sua equipa, realçando as inúmeras oportunidades de golo criadas. Apesar da derrota em Istambul, o treinador do Sp. Braga mostrou-se orgulhoso pela fase de grupos fantástica na qual foram cumpridos todos os objetivos. É verdade que perdemos, mas também é verdade que fizemos muitas coisas bem, finalizou.

Desilusão no D. Afonso Henriques

À partida para o jogo no Estádio D. Afonso Henriques, havia a esperança num triunfo vimaranense diante dos também turcos do Konyaspor, o que aliado a uma derrota caseira do Marselha diante do RB Salzburgo, abriria as portas do apuramento.

Só que nada disso aconteceu. A noite foi de desilusão para o Vitória de Guimarães que não foi além do empate 1-1, tendo inclusive estado a perder desde os 15 minutos devido a um golo espetacular de Mehdi Bourabia. Foi só no último quarto de hora que chegou o empate e graças a um autogolo de Ali Turan. Assim se chegou ao final do jogo em que a desilusão só não foi maior porque em Marselha o empate a zero manteve-se, o que foi suficiente para os franceses garantirem o segundo lugar. Já o V. Guimarães não foi além da última posição com cinco pontos.

Pedro Martins lamentou a eliminação, mas retirou algumas ilações positivas: Fomos dignos, mostrámos bom futebol, sobretudo nos jogos em casa e em Marselha. Os restantes ficam como aprendizagem e experiência. Esperamos voltar no próximo ano, com a equipa mais conhecedora desta competição.

Relacionadas

Últimas notícias

À sexta e ao sábado, os bares e as ruas da noite lisboeta enchem-se desde o Bairro Alto ao Cais de Sodré, num movimento que avança cada vez mais para a zona de Santos. Fala-se português, francês, alemão e outros idiomas, frequentadores que não confessam insegurança. O que sublinham é o mercado das drogas que tem vindo a ganhar território, chegando a ser ostensivo. Autarcas, empresários e clientes, todos reclamam um maior policiamento

Partilhar

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Desporto
Pub
Pub