Árbitro do Portugal-Marrocos nega ter pedido camisola a Pepe

Insinuação tinha sido feita por um jogador marroquino no final do jogo com Portugal

A FIFA desmentiu esta quinta-feira que o árbitro Mark Geiger, que dirigiu o jogo entre Portugal e Marrocos (1-0), tenha pedido a Pepe a camisola. Este desmentido surge na sequência das acusações do jogador marroquino Nordin Amrabat, que garantiu no final da partida que o juiz norte-americano tinha pedido a camisola ao central da seleção portuguesa.

"É com lamento e desapontamento que, após o jogo do Grupo B, entre Portugal e Marrocos, a FIFA teve conhecimento de algumas notícias relativas ao árbitro Mark Geiger. Foi alegado que o Sr. Geiger teria pedido a camisola ao capitão de Portugal, ao intervalo, mas o Sr. Geiger refuta isso de forma veemente, garantindo de forma categórica que esse pedido não foi feito", podia ler-se num comunicado do organismo.

Na mesma nota, a FIFA recorda que "os árbitros têm instruções claras relativamente ao seu comportamento e relacionamento com as equipas durante o Campeonato do Mundo", adiantando que "o Sr. Geiger atuou de forma exemplar e profissional".

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.