Vuelta de 2018 começa na zona histórica de Málaga

Um contrarrelógio na zona histórica de Málaga, a que a organização chamou de 'etapa dos museus', foi hoje apresentado como partida para a Volta a Espanha em bicicleta, em 25 de agosto de 2018.

Lusa
© REUTERS/Susana Vera

A organização da Vuelta, na apresentação que decorreu no Centro Pompidou de Málaga, confirmou também o regresso ao traçado do Caminito del Rey, logo na segunda etapa, no desfiladeiro de Los Gaitanes, ainda na região de Málaga.

A largada da prova será feita junto ao Centro Pompidou e segue depois, no 'crono' de oito quilómetros, pela zona cultural e histórica da cidade do sul de Espanha - uma etapa que Javier Guillén, diretor da prova, quer "inovadora, transgressora e cheia de cor".

No traçado, estará a Praça da Constituição, o porto, o Paseo Pablo Picasso e as emblemáticas ruas La Victoria e Larios.

Na segunda etapa, a partida é dada de Marbella e a aposta é, agora, paisagística, com o desfiladeiro do Caminito del Rey. Depois, a caravana ainda fica dois dias na região malaguenha, com etapas entre Mijas e Alhaurin de la Torre e Velez-Málaga até um destino da região de Granada, ainda por definir.