Adepto entra em campo e "cega" árbitro assistente com spray

Árbitro assistente não consegui regressar à partida

Aconteceu na Noruega este sábado, numa partida entre o Kongsvinger e o Ranheim, que terminou empatada a zero: um adepto entrou em capo, já perto do final do jogo, e atacou um árbitro assistente com um spray de cor vermelha.

O árbitro foi atingido na face e, em particular, nos olhos. O ataque cegou-o temporariamente e impediu-o mesmo de voltar a entrar em campo.

Veja as imagens do momento.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

Compreender Marques Mendes

Em Portugal, há recorrentemente espaço televisivo para políticos no activo comentarem notícias generalistas, uma especificidade no mundo desenvolvido. Trata-se de uma original mistura entre comentário político e espaço noticioso. Foquemos o caso mais saliente dos dias que correm para tentar perceber a razão dessa peculiaridade nacional. A conclusão é que ela não decorre da ignorância das audiências, da falta de especialistas sobre os temas comentados, ou da inexistência de jornalistas capazes. A principal razão é que este tipo de comentário serve acima de tudo uma forma de fazer política.