"Acredito muito na minha equipa"

Treinador do Sp. Braga lembra que o Fenerbahçe é o adversário mais difícil até agora na Liga Europa, mas quer levar um resultado positivo para Braga

O treinador Paulo Fonseca pediu esta quarta-feira um Sporting de Braga "focado" e capaz de vencer na quinta-feira o Fenerbahçe, em Istambul, acreditando no valor da equipa para atingir os quartos-de-final da Liga Europa de futebol.

"Acredito muito na minha equipa. Respeito o valor do Fenerbahçe, mas confio que podemos fazer aqui um bom jogo. Em qualquer desafio, só pensamos em vencer. Vamos defrontar o adversário mais difícil até à data, mas isso não nos inibe de tentar conseguir uma vitória e levar um resultado positivo para Braga", vincou.

Na conferência de imprensa de antevisão da primeira mão dos oitavos de final, marcada para quinta-feira às 18:00, o técnico realçou o bom momento da sua equipa, que pretende ver prolongado na Europa, "boa montra para os jogadores mostrarem o seu valor".

"Queremos prolongar ao máximo esta série de resultados positivos. Os jogadores já viram o Fenerbahçe e todos sabem que para ultrapassar este difícil obstáculo têm de estar focados. Sinto-os motivados para o que têm de fazer", frisou, comentando os 15 encontros seguidos em perder.

O Fenerbahçe é liderado por Vítor Pereira, campeão português pelo FC Porto e conhecedor privilegiado do futebol português, mas Paulo Fonseca assegura que também está bem documentado sobre o adversário.

"Com certeza será uma vantagem ter alguém no clube que conhece o nosso futebol, anos como treinador como Vítor conhece. Nós também conhecemos as suas ideias, principalmente os jogadores portugueses. E temos obviamente estudado bem esta equipa do Fenerbahçe", sossegou.

Paulo Fonseca também fez questão de realçar a diferença de capacidade económica dos clubes, chutando, por isso, maior responsabilidade para o rival turco.

"O Fenerbahçe é uma equipa com enorme poder [económico]. Por exemplo, este ano foi buscar dois jogadores ao Manchester United. Tem um orçamento não sei quantas vezes superior ao do Sporting de Braga, mas a nossa vontade tem de ser superior à dos seus jogadores", sublinhou.

O responsável dos 'arsenalistas' admitiu que espera "dificuldades, face à qualidade do Fenerbahçe e do próprio ambiente", ainda assim acredita em "resultado positivo" frente ao "adversário mais difícil" até ao momento.

Paulo Fonseca diz que "o mais importante é não sofrer golos e levar a eliminatória para Braga", negando a ideia de que vá fazer marcações individuais.

"Não vamos alterar em nada o que é a nossa filosofia e essa não passa por fazer marcações individuais. Temos de ter preocupações especiais com o Nani e com todos os outros. A nossa forma de defender não está preparada de acordo com os adversários", concluiu.

Ler mais

Exclusivos

Premium

DN Life

DN Life. «Não se trata o cancro ou as bactérias só com a mente. Eles estão a borrifar-se para o placebo»

O efeito placebo continua a gerar discussão entre a comunidade científica e médica. Um novo estudo sugere que há traços de personalidade mais suscetíveis de reagir com sucesso ao referido efeito. O reumatologista José António Pereira da Silva discorda da necessidade de definir personalidades favoráveis ao placebo e vai mais longe ao afirmar que "não há qualquer hipótese ética de usar o efeito placebo abertamente".