AC Milan vence Lazio e recupera o sétimo lugar

A equipa de André Silva voltou a ultrapassar a Atalanta. Nani não foi a tempo de evitar a derrota dos romanos

O AC Milan venceu, este domingo, a Lazio, em San Siro, por 2-1, e recuperou o sétimo lugar da liga italiana, ontem perdido para a Atalanta, que vencera no campo do Sassuolo, num dos jogos antecipados desta 22ª jornada.

Os rossoneri, que contaram com André Silva a partir dos 71 minutos, abriram o marcador pelo jovem Patrick Cutrone aos 15 minutos, mas pouco depois Adam Marusic restabeleceu o empate. Só que ainda antes do intervalo Bonaventura fez o segundo golo da equipa de Gennaro Gattuso.

No segundo tempo, a Lazio tentou tudo para chegar à igualdade, tendo inclusive sido lançado Nani aos 83 minutos, não tendo no entanto ido a tempo de evitar a derrota. Com este resultado, os romanos mantiveram o terceiro lugar, mas agora a dez pontos do segundo, a Juventus, e a onze do líder Nápoles.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.