Aboubakar e Jonas são mortíferos em frente à baliza

O camaronês do FC Porto e o brasileiro do Benfica têm características diferentes, mas marcam praticamente nas mesmas zonas do campo. Assinaram 24 dos 288 golos da Liga 2017-18

Aboubakar e Jonas são sinónimo de golos, entre os dois já levam 24 dos 288 remates certeiros do campeonato. O benfiquista lidera a lista de melhores marcadores, tendo já faturado por 15 vezes, enquanto o portista assinou nove golos.

Os dois avançados são indispensáveis às respetivas equipas e os olhos vão estar centrados neles no clássico FC Porto-Benfica da 13.ª jornada, marcado para amanhã (20.15, Sport TV). Segundo os dados da GoalPoint, ambos marcam a maioria dos golos na zona entre a linha de baliza e a marca de penálti, uma característica que distingue os grandes goleadores.

Dos nove golos de Aboubakar só dois foram longe da baliza: um na meia-lua e outro à entrada da grande área, mas sempre em zona frontal. Quanto a Jonas, apenas três dos 15 foram obtidos dentro da área, mas antes da marca de penálti, tendo um deles (com o Marítimo) sido descaído pela esquerda. O brasileiro marcou quatro golos de grande penalidade, já o camaronês não tem nenhum, pois não é marcador oficial dos dragões.

Querido pé direito

Apesar de terem características diferentes na forma de jogar, os dois avançados não diferem muito na forma de baterem os guarda-redes contrários, pois o pé direito é a arma mais mortífera de ambos em frente da baliza, pois Jonas fez oito golos dessa forma (58%), enquanto Aboubakar usou esse pé para faturar por cinco vezes (56%). O brasileiro apresenta-se contudo mais eficaz de cabeça, com três golos, contra apenas um do camaronês. Sendo ambos destros, não descuram rematar com o pé esquerdo, tendo o portista assinado três golos e o benfiquista chegado aos quatro.

Há, portanto, diversidade na forma como abatem os guarda-redes contrários, mas há um peso bem diferente que cada um deles tem nas respetivas equipas. Isto porque Jonas obteve 52% do total de golos do Benfica, tendo apenas ficado em branco numa jornada, precisamente na segunda em Chaves, ao passo que Aboubakar apenas contribuiu com 29% do total de remates certeiros do FC Porto, tendo ficado cinco jornadas sem festejar.

Há ainda a ter em atenção que ambos contabilizam um hat trick, com Aboubakar a obtê-lo no Dragão com o Moreirense, enquanto Jonas conseguiu-o na Luz com o Belenenses, ambos jogos da 3.ª jornada. No entanto, só o brasileiro conseguiu bisar e logo por duas vezes na Liga (Desp. Aves e V. Setúbal).

Curiosamente, ambos contabilizam um golo em clássicos, obtidos no último que realizaram: Jonas na época passada na Luz, de penálti; Aboubakar em 2015-16, na Luz. O camaronês tem outro golo marcado ao Benfica, também em Lisboa, ao serviço do Besiktas, na época passada, em Istambul, a contar para a Liga dos Campeões.

Amanhã, no Dragão, os dois goleadores vão tentar aumentar o currículo, mas os defesas estão avisados: Aboubakar e Jonas são letais na zona entre a baliza e a marca de penálti.

Ler mais

Exclusivos