A mulher que vai desafiar Scolari na Champions asiática

Chan Yuen-ting, de 28 anos, é treinadora do Eastern FC, clube campeão de Hong Kong

O primeiro teste da treinadora Chan Yuen-ting na Liga dos Campeões asiática de futebol, como primeira mulher à frente de uma equipa na competição, será frente ao conjunto de Luiz Felipe Scolari.

Chan Yuen-ting, que levou o Eastern FC ao título de campeão de Hong Kong, enfrenta agora um dos maiores desafios da carreira, no Grupo G da 'Champions' Asiática, no qual defrontará na quarta-feira o Guangzhou Evergrande, de Scolari.

"Não vamos encarar o jogo de forma ligeira. Esperamos um jogo difícil e sabemos que é importante começar bem esta competição", salientou o brasileiro Scolari, campeão mundial com o Brasil em 2002 e finalista derrotado com Portugal no Euro2004.

Os chineses são inevitáveis candidatos ao troféu, que venceram em 2013, sob o comando do italiano Marcello Lippi, e já em 2015 com Scolari à frente da equipa.

"Fico feliz por encontrar Scolari", começou por dizer Chan, de 28 anos, à Associated Press, acrescentando que a Liga dos Campeões Asiática é uma oportunidade valiosa para a sua equipa aprender e melhorar.

Chan Yuen-ting reconhece que se trata de uma oportunidade única, mas que o Eastern FC tentará mostrar a sua qualidade.

"Desde o início que esperávamos isto. Cada jogo será muito duro, temos que melhorar e prepararmo-nos o melhor possível", frisou a treinadora.

O Guangzhou já se assumiu como candidato a quatro troféus, a liga chinesa, que venceu nas últimas seis épocas, a Liga dos Campeões asiática, a Taça e a Supertaça, numa época em que terá grande concorrência do Shanghai SIPG, de André Villas-Boas.

O treinador português, que substituiu Sven-Goran Eriksson, conta nas suas fileiras com os reforços Hulk e Óscar e disse ter prometido ao presidente do clube que arrecadaria pelo menos com um troféu.

Os primeiros jogos da fase de grupos da Liga dos Campeões Asiática arrancam esta semana e no Grupo G, de Scolari e de Chan Yuen-ting, estão também os sul-coreanos do Suwon Bluewings e os japoneses do Kawasaki Frontale.

Exclusivos