A Figura: Bernardo Silva (7)

A segunda parte do médio do Manchester City impulsionou a equipa para a frente

Bernardo Silva foi o impulsionador da equipa na segunda parte, altura em que passou a jogar atrás dos avançados e conseguiu ter mais bola, explorando a sua visão de jogo e técnica apurada.

Foi ele que assumiu o jogo, ditou os ritmos e procurou as linhas de passe. Aos 55 minutos arrancou uma jogada de génio, da qual resultou o canto que deu origem ao golo de Pepe. Aos 70' teve nos pés o empate, mas a bola foi para o pé direito e o remate saiu por cima da barra.

O segundo tempo, fez esquecer uma primeira parte em que o médio do Manchester City esteve muito amarrado ao lado direito, onde sentiu mais dificuldades nos lances de um para um e não esteve tão dentro do jogo.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Pedro Lains

Compreender Marques Mendes

Em Portugal, há recorrentemente espaço televisivo para políticos no activo comentarem notícias generalistas, uma especificidade no mundo desenvolvido. Trata-se de uma original mistura entre comentário político e espaço noticioso. Foquemos o caso mais saliente dos dias que correm para tentar perceber a razão dessa peculiaridade nacional. A conclusão é que ela não decorre da ignorância das audiências, da falta de especialistas sobre os temas comentados, ou da inexistência de jornalistas capazes. A principal razão é que este tipo de comentário serve acima de tudo uma forma de fazer política.