A clássica ciclista Porto-Lisboa

A clássica Porto-Lisboa foi uma prova de ciclismo criada em 1911 que se realizava praticamente todos os anos. Como o próprio nome indica, a corrida ligava as duas cidades do país, numa extensão de cerca de 330 quilómetros. Antes da criação da Volta a Portugal, era a rainha das competições de bicicleta em Portugal, que arrastava muita gente para as estradas para ver o pelotão passar, com especial foco nas passagens pela subida de Santa Clara, em Coimbra; a rampa das Padeiras, em Alcobaça; as lombas de Vila Franca do Rosário, perto da Malveira, e à entrada em Lisboa na Calçada de Carriche. Desenrolou-se entre 1911 e 2004, mas a partir dos anos 70 perdeu alguma importância e popularidade porque foi dividida em duas etapas. O primeiro vencedor foi o francês Charles George, da equipa Lusitano. Pedro Soeiro, da Carvalheiros/Boavista, venceu as duas últimas edições (2003 e 2004).

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Angola, o renascimento de uma nação

A guerra do Kosovo foi das raras seguras para os jornalistas. Os do poder, os kosovares sérvios, não queriam acirrar ainda mais a má vontade insana que a outra Europa e a América tinham contra eles, e os rebeldes, os kosovares muçulmanos, viam nas notícias internacionais o seu abono de família. Um dia, 1998, 1999, não sei ao certo, eu e o fotógrafo Luís Vasconcelos íamos de carro por um vale ladeado, à direita, por colinas - de Mitrovica para Pec, perto da fronteira com o Montenegro. E foi então que vi a esteira de sucessivos fumos, adiantados a nós, numa estrada paralela que parecia haver nas colinas.