Guarda-redes Artur Moraes vai jogar na Chapecoense

Bicampeão pelo Benfica volta ao Brasil para defender baliza de clube que perdeu quase toda a equipa num acidente de aviação

O guarda-redes Artur Moraes, bicampeão pelo Benfica, oficializou hoje a sua ida para a Chapecoense, clube que perdeu quase toda a equipa de futebol num acidente de aviação na Colômbia, em novembro.

"Estou muito feliz pela oportunidade de fazer parte da reconstrução deste importante clube", escreveu o guarda-redes no Instagram, assinalando que é um regresso ao Brasil, após dez anos na Europa.

Artur, que saiu do Coritiba em 2006, e passou por clubes europeus como o Cesena, a AS Roma, o Sporting de Braga, o Benfica e os turcos do Osmanlispor, chega à Chapecoense numa fase em que a equipa de futebol está a ser 'reconstruída'.

"Obrigado à cidade de Chapecó por me receber tão bem neste meu retorno, após dez anos vivendo fora do meu país! Com certeza, voltei para casa! Contamos com todos para sermos felizes neste ano de 2017", escreveu ainda Artur Moraes.

No acidente perto de Medellín, quando a equipa viajava para disputar a primeira mão da Taça sul-americana, morreram 71 dos 77 ocupantes do avião, e entre os jogadores sobreviveram três, Neto, Follman e Alan Ruschel.

O clube perdeu no acidente o guarda-redes titular, Danilo, e Jackson Follman, suplente, sobreviveu, mas teve que amputar uma das pernas face à gravidade das suas lesões.

Do clube da cidade de Chapecó fazia também parte o guarda-redes Marcelo Boeck, emprestado então pelo Sporting, mas que não tinha seguido viagem para a Colômbia, escapando à tragédia, e que jogará na próxima temporada no Fortaleza.

Também hoje o clube anunciou o regresso do avançado Túlio de Melo, de 31 anos, que representou o Sport do Recife na última época, depois de em 2015 ter jogado também na Chapecoense.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG