SAD do Atlético nega viciação e manipulação de apostas

"A Atlético Futebol SAD está totalmente disponível para colaborar com as autoridades competentes", lê-se num comunicado assinado pelo presidente Bruce Ji

A SAD do Atlético negou esta quinta-feira o envolvimento em práticas de "viciação, manipulação de apostas e corrupção", em comunicado divulgado pela sociedade que gere o futebol profissional do clube da II Liga.

"As notícias vindas a público nos últimos dias sobre o eventual envolvimento da Atlético Futebol SAD e do seu acionista maioritário em práticas ilegais relacionadas com 'viciação, manipulação de apostas e corrupção da SAD' são totalmente falsas e têm como objetivo único denegrir a imagem e bom-nome destas sociedades", lê-se no comunicado assinado por Bruce Ji.

No esclarecimento, o acionista maioritário sociedade diz saber que "as referidas notícias têm origem em entidades que estão a agir de má-fé e cujo objetivo único é atacar a Atlético Futebol SAD".

"A Atlético Futebol SAD está totalmente disponível para colaborar com as autoridades competentes", lê-se no referido esclarecimento, no qual assegura respeitar "integralmente e sem reservas todas as leis em vigor da República Portuguesa, os regulamentos da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), UEFA e FIFA".

Na mesma nota, a SAD do emblema de Alcântara refere estar "a analisar os prejuízos causados pelas falsas e injustificadas acusações, reservando-se o direito de processar judicialmente os autores das mesmas", reconhecendo que "prejudicam a reputação, interesse e dignidade" da estrutura.

Na quarta-feira, a Antena 1 noticiou que o Atlético estava a ser investigado por manipulação de apostas e suspeitas de corrupção, num esquema em que estariam envolvidos alguns jogadores, em particular o serra-leonês Ibrahim Kargbo e o letão Igors Labuts, bem como a empresa chinesa que detém 70 por cento da SAD do emblema lisboeta.

Confrontada pela Lusa, a assessoria de imprensa da Procuradoria-Geral da República disse, também na quarta-feira, não ter conhecimento, até então, "da existência de qualquer investigação relacionada com a existência de manipulação de resultados de jogos de futebol em que esteja envolvido o Atlético Clube de Portugal na sua pré-temporada".

Já fonte oficial da FPF disse que o organismo está "desde há algumas semanas" em contacto com instâncias internacionais por causa das suspeitas de viciação de resultados

Em resposta escrita enviada à Lusa, a FIFA escusou-se a especificar se está ou não a decorrer uma investigação ao Atlético por suspeita de viciação de resultados, enquanto a UEFA disse não ter qualquer comentário a fazer sobre o assunto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG