Rui Vitória promete determinação para jogo com FC Porto

O treinador do Vitória de Guimarães reconheceu esta sexta-feira o poderio do FC Porto, mas prometeu que a sua equipa vai lutar com "intensidade" e com as suas armas para conquistar a Supertaça Cândido de Oliveira de futebol.

"Vamos defrontar uma equipa muito forte, com outros recursos, mas vamos abordar uma final tal como ela deve ser, com intensidade e com as nossas armas: determinação, convicção e acreditando no que estamos a fazer. O FC Porto é mais forte, mas não quer dizer que amanhã [sábado] esteja mais forte", afirmou Rui Vitória, na antevisão da partida.

Disse acreditar que o treinador portista, Paulo Fonseca, não vai incluir na equipa inicial muitos reforços, mas, se tal acontecer, o Vitória estará preparado para "os vários cenários que podem ser colocados pelo FC Porto".

"A nossa equipa vai ser substancialmente diferente da que jogou há dois meses [a final da Taça de Portugal], até aí, o FC Porto tem mais vantagem, porque mantém mais jogadores. Não conseguimos manter o mesmo núcleo de jogadores, a mesma equipa, mas isso não nos vai inibir de ser ambiciosos. Não gosto de dizer que são 11 contra 11, porque nós somos uma equipa, são 11 contra um", avisou.

Rui Vitória considera que não há comparação possível entre o jogo de sábado e o da final da Taça de Portugal, na qual o Vitória bateu o Benfica - "são envolvimentos e adversários diferentes, a única semelhança é que são clubes poderosos" -, e atribui o favoritismo aos campeões nacionais.

"Mas, depois as coisas diluem-se, somos muito irreverentes, são 90 minutos, tudo pode acontecer", acrescentou.

A nomeação de Artur Soares Dias não foi bem acolhida pelos adeptos vitorianos que não esquecem a polémica atuação do árbitro portuense há pouco mais de três anos, num Braga - Vitória (3-2) para o campeonato, em que marcou três grandes penalidades contra os de Guimarães (um a favor) e expulsou quatro dos seus jogadores.

Rui Vitória frisou que "confia na maioria dos árbitros portugueses", mas não conseguiu evitar o desconforto.

"Temos um conjunto de árbitros muito bons, mas não nos podemos dissociar dos momentos da nossa carreira. Por mais jogos que se arbitre, por mais jogos em que o Vitória vá competir, quer o Artur Soares Dias, quer as gentes do Vitória, não se esquecerão desse jogo. Espero que todas as equipas estejam à altura no sábado", disse.

O médio Leonel Olímpio apelou a uma grande concentração de toda a equipa para defrontar "um grande adversário".

"No Jamor, foi esse o nosso maior trunfo. Temos que respeitar o adversário e esperar que o grupo esteja focado no jogo", disse.

O capitão considerou que a equipa do Vitória "está bem preparada" e tem uma "vantagem, que é a permanência do treinador: os jogadores já sabem o que têm que fazer" no sábado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG