Rio Ave junta-se a Benfica na final do Jamor

Ukra e Rúben Ribeiro marcaram os golos da vitória, em Vila do Conde, do Rio Ave sobre o Sp. Braga por 2-0. Vilacondenses atingem segunda final da Taça de Portugal do seu historial.

- Trinta anos depois de 1984, quando perdeu para o FC Porto, o Rio Ave vai voltar a marcar presença, pela segunda vez no historial, na final da Taça de Portugal. Esta quarta-feira, em Vila do Conde, a equipa treinada por Nuno Espírito Santo recebeu e bateu o Sporting de Braga, por 2-0, e qualificou-se assim para o jogo decisivo da competição. Na primeira mão, no Minho, os dois conjuntos tinham empatado sem golos.

- Ukra, aos 26 minutos, e Rúben Ribeiro, aos 69', foram os autores dos golos, num desafio em que a formação visitada foi mais eficaz, perante um Sporting de Braga ansioso e que acabou por ser surpreendido pelo opositor. Os bracarenses, comandados por Jorge Paixão, que conquistaram a Taça de Portugal, falharam desta forma a presença na quinta final desta mesma prova nacional.

- Rúben Ribeiro, aos 69 minutos, faz o 2-0 para o Rio Ave frente ao Sporting de Braga, no Estádio dos Arcos, em Vila do Conde, no seguimento de um pontapé desferido de fora da grande área.

- Ukra, aos 26 minutos, na marcação de um pontapé livre descaído para o flanco esquerdo, em que ficou a sensação de que Eduardo terá sido mal batido, coloca o Rio Ave a bater o Sporting de Braga por 1-0 no Estádio dos Arcos, em Vila do Conde.

- Completado que está o primeiro quarto de hora em Vila do Conde, Rio Ave e Sporting de Braga continuam empatados sem golos, num jogo em que a equipa da casa está mais perigosa.

- Do Rio Ave-Sp. Braga sairá o segundo finalista, que encontrará FC Porto ou Benfica no Jamor. A presença dos bracarenses ou dos vilacondenses na final garante-lhes, caso o Benfica venha a sagrar-se camoeão nacional, a ida à fase de grupos da Liga Europa.

- O Sporting de Braga é, atualmente, o sexto classificado na geral da I Liga, a seis pontos do Nacional, que está no quinto lugar. Um posto que dá acesso à 3.ª pré-eliminatória da Liga Europa.

- Quando faltam apenas três jogos para o final do campeonato, os bracarenses já veem o acesso às competições europeias, via Liga, de uma forma muito remota. Centram, por isso, atenções na Taça de Portugal, troféu que só venceram em 1966 e em que perderam três finais, a última das quais em 1988.

- Para o Rio Ave, que está na 11º posição da Liga, a final da Taça de Portugal é a única maneira de atingir um lugar nas provas europeias. Os vilacondenses nunca ganharam a Taça de Portugal, tendo perdido a final de 1984 para o FC Porto.

- No caso de o Benfica ganhar a outra meia-final, frente ao FC Porto, Sporting de Braga e Rio Ave asseguram, praticamente, uma presença na Supertaça Cândido de Oliveira, visto que o título de campeão nacional está muito perto de ser conquistado pelos encarnados da Luz.

- A 2.ª mão do duelo entre vilacondenses e minhotos joga-se esta quarta-feira às 21.15 no Estádio dos Arcos, em Vila do Conde. O 0-0 em Braga deixa tudo em aberto para este encontro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG