Pedro Emanuel: "Procuramos um ponta-de-lança"

O treinador Pedro Emanuel quer pelo menos mais um ponta-de-lança para compor o plantel do Arouca e ter a equipa competitiva para disputar a edição 2014/15 da I Liga.

"Temos a expetativa de mais um ou dois jogadores, estamos à procura de um ponta de lança. Se for português melhor, mas penso que aquilo que o mercado nos dá, provavelmente, não será possível", disse o técnico, no final do treino deste sábado.

Pedro Emanuel não afastou a possibilidade do clube ficar com Diogo Ramos, ex-jogador do DOXA (Chipre), que tem treinado com o plantel.

"Temos a possibilidade do Diogo, que é um jogador que está connosco, que também conheço e é português. Vamos avaliá-lo e tentar encontrar boas soluções para o Arouca", completou.

O treino neste sábado consistiu num jogo de futebol entre os atletas do plantel e Pedro Emanuel mostrou satisfação pelo que viu e por tudo o que os seus jogadores fizeram ao longo da semana de trabalho.

"Gostei da resposta dos jogadores, tanto mais que tive de retirar o treino de ontem (sexta-feira) à tarde para os premiar nesse sentido. Só posso estar satisfeito", frisou Pedro Emanuel.

Segundo o treinador do Arouca, a pré-época está a correr da melhor forma: "Estamos muito no início, temos muito para andar ainda, mas, acima de tudo, os princípios que determinamos para a nossa identidade já começam a ficar enraizados e por isso vamos continuar nesta senda de trabalho árduo".

"A próxima semana também vai ser muito importante para depois começarmos os jogos, que é aquilo que nos vai dar a imagem do que poderá ser a nossa equipa", disse o treinador.

Também o médio Rui Sampaio mencionou o trabalho árduo e a exigência de Pedro Emanuel na primeira semana de trabalho, em conversa com a imprensa.

"Foi uma semana muito boa, de muito trabalho. Claro que depois de virmos de férias, é complicado. Foi uma semana em que treinámos muito forte. Estamos a construir um grupo, a criar as bases para a época que vem aí, que vai ser difícil. O pessoal está cansado, mas foi uma semana muito boa e muito produtiva", realçou.

Pedro Emanuel reconheceu que o "início do campeonato é extremamente complicado para o Arouca", que vai "encontrar nas oito primeiras jornadas os três 'grandes' e as equipas que ficaram nos lugares europeus", mas espera que o campeonato tenha mais qualidade e competitividade com o alargamento a 18 clubes.

"Espero que o campeonato fique mais competitivo. Sempre defendi um campeonato a 18 equipas. Nós tivemos várias semanas sem jogar e isso não é positivo para nós, temos de ter competitividade. Defendo os 18 clubes, mas defendo com essa exigência de competitividade e elevar de qualidade", frisou.

O Arouca parte no final da tarde de domingo para estágio, marcado para o Luso.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG