Patrocinadores do futebol pedem ao Governo para pagar impostos

As empresas do jogo e apostas na Internet, a maioria delas parceiras do futebol em Portugal, com investimentos na ordem dos 22 milhões de euros, já pediram ao Governo para serem tributadas. E em causa está um mercado que movimenta perto de 700 milhões de euros e não paga impostos.

O pedido dos operados de apostas tem, naturalmente como "moeda" de troca a legalização em Portugal da sua actividade, à semelhança do que já acontece na grande maioria dos países europeus. A regulamentação do sector evitaria processos como o que a Bwin enfrenta actualmente movido pela Santa Casa e Associação Portuguesa de Casinos, o qual poderá dar origem a uma greve nos campeonatos profissionais, tal como o DN noticiou ontem.

Leia mais no e-paper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG