Naval parou jogo frente ao FC Porto B por protesto

Os salários em atraso levaram os jogadores da Naval a ficarem parados no relvado durante um minuto, protesto que foi respeitado pelos jogadores portistas.

A situação precária que a Naval 1.º de Maio atravessa levou os jogadores a recorrerem a um protesto inédito no futebol profissional português: ficaram quietos no relvado, após o início na partida.

Na receção ao FC Porto B, neste sábado, na jornada (42.ª) que encerra a Segunda Liga, os jogadores da Naval ficaram parados logo após o pontapé de saída.

A equipa portista ia atacar a baliza adversária, mas mal se apercebeu que os jogadores da Naval não estavam a reagir limitou-se a trocar a bola no seu meio-campo, respeitando o protesto dos colegas.

Depois de 60 segundos de silêncio, os jogadores da Naval retomaram o jogo "normalmente", numa altura em que possuem vários meses de salários em atraso, apesar de já terem garantido a manutenção na Segunda Liga.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG