Manuel Machado: "Se a vontade for eu ficar, tudo bem"

O treinador do Nacional considerou que a visita de sábado ao Paços de Ferreira, na 28.ª jornada da I Liga em futebol, será de "alto risco, no bom sentido", uma vez que as duas equipas perseguem objetivos

Manuel Machado sabe que a equipa madeirense terá de conquistar pelo menos três pontos nos três jogos que ainda faltam e pretende somá-los no reduto dos "castores".

"Reduzem-se o número de jornadas, temos vindo a consolidar este quinto lugar, não há ainda nenhum objetivo alcançado, porque existe um lote de equipas que matematicamente ainda podem lá chegar", explicou Manuel Machado em conferência de imprensa.

No tocante aos níveis de ansiedade da sua equipa, Manuel Machado considerou ser "uma ansiedade boa, mas também responsável", tendo em conta os três pontos que faltam para o Nacional o seu "propósito".

Para o treinador dos "alvinegros", este é "um jogo de 'alto risco', no bom sentido, porque as duas equipas têm ainda objetivos para serem consumados".

Machado constata que o Paços de Ferreira, "depois de uma grande época, está a fazer um campeonato atípico e por isso estão muito necessitados de pontuar para conseguirem o objetivo da permanência".

O treinador nacionalista regozijou-se pela nomeação do árbitro lisboeta Pedro Proença para dirigir o jogo: "Devido à envolvência, já vimos que quem tutela a arbitragem teve o cuidado de nomear aquele que é considerado um dos melhores árbitros do mundo".

"Espero que tudo corra bem e que o Nacional tenha competência para ganhar o jogo", augurou.

Relativamente ao seu futuro, Manuel Machado mostrou-se tranquilo e despreocupado.

"Dá-me tranquilidade pela competência e, se olharem para o meu percurso, nunca estive desempregado, alicerçado num conjunto de resultados muito interessantes. Sinto-me muito identificado com o clube e com a região. Quando acabar o campeonato vou falar com o presidente Rui Alves. Se for vontade eu ficar, tudo bem, se não for, tudo bem na mesma", concluiu.

O Nacional, quinto classificado, com 41 pontos, visita na tarde (16:00) de sábado o Paços de Ferreira, 15.º colocado, com 23, em jogo da 28.ª jornada da I Liga, que será arbitrado pelo lisboeta Pedro Proença

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG