Manuel Machado em estado grave após lipoaspiração

Técnico do Nacional foi submetido  a uma intervenção no início da semana, no Porto.  Já no Funchal sentiu-se mal e foi internado de urgência apresentando uma infecção generalizada

O Clube Desportivo Nacional desconhecia que Manuel Machado tinha sido sujeito, no início da semana, a uma intervenção cirúrgica, uma lipoaspiração ao abdómen, num hospital do Porto, apurou o DN junto de fonte do clube.

O treinador do clube insular regressou de imediato à região autónoma, fez uma viagem de avião e tudo parecia correr bem. Só que o quadro alterou-se. Na sexta-feira sentiu-se fisicamente mal e deu entrada imediata nos serviços de urgência do Centro Hospital do Funchal com sintomas de septicemia (sépsis, ver caixa), uma infecção generalizada no organismo que lhe podia ter custado a vida. A sépsis é uma situação grave desenvolvida por via sanguínea a partir de outra infecção já existente. Tudo leva a crer que a intervenção cirúrgica no Porto terá, alegadamente, corrido mal havendo suspeitas de peritonite, ou seja, inflamação causada por perfuração do intestino. Perante a gravidade da situação, surgida na sequência da operação no início da semana, Manuel Machado foi sujeito a uma segunda cirurgia no Funchal, uma intervenção de risco, "muito complicada porque as coisas estavam muito avançadas", disse ao DN fonte hospitalar, encontrando-se o técnico, neste momento, internado nos Cuidados Intensivos do CHF. Apesar de o médico do Clube Desportivo Nacional, João Pedro Mendonça, adiantar ao DN que Manuel Machado apresentava ontem um prognóstico favorável, sabe-se que não há, ainda, garantias de nada. A família do treinador já se encontra na Madeira para seguir a evolução do estado clínico do responsável pelo plantel do Marítimo.

O clube, entretanto, confirmou unicamente a hospitalização do técnico em consequência da cirurgia realizada no Porto, omitindo o nome do estabelecimento hospitalar e não adiantando mais pormenores. A notícia foi acolhida na Madeira com alguma surpresa, sobretudo o facto de o técnico ter realizado uma lipoaspiração ao abdómen, em princípio por uma questão estética, a meia dúzia de dias de um jogo importante para o Nacional frente ao Werder Bremen, a 3 de Dezembro, encontro da quinta jornada do Grupo L da Liga Europa. O adjunto de Manuel Machado, José Augusto, substituiu o responsável ontem no jogo do Nacional com a Naval. Perante este cenário, José Augusto deverá comandar o plantel nas próximas semanas porque é mais do que certo que a recuperação do treinador principal será longa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG