Sérgio Conceição deixa Olhanense após troca de insultos

A discussão da tarde desta quinta-feira com o presidente do clube colocou um ponto final na curta estadia em Olhão. Isidoro Sousa já confirmou que "não existem condições" para que o treinador prossiga à frente da equipa técnica.

Fim de linha para Sérgio Conceição no Olhanense. A insatisfação do treinador começou com a falta de reforços, que tinham sido prometidos pelo presidente do clube, Isidoro Sousa, e resvalou esta quinta-feira para uma acesa discussão, com direito a ofensas em alto volume, ao líder do clube do Algarve.

O desentendimento ocorreu na sala de reuniões do Estádio José Arcanjo e vários adeptos dos rubronegros, que estavam nas bancadas para assistir ao treino, testemunharam a violência verbal que houve entre o técnico e o dirigente.

Conceição já nem orientou a sessão de trabalho que estava agendada para esta tarde e no caminho para a porta de saída foi seguido pela restante equipa técnica, com exceção do treinador de guarda-redes, Diamantino Figueiredo.

Já esta noite Isidoro Sousa confirmou que depois das reuniões de sexta-feira, que visam a rescisão amigável do contrato, adiantará mais pormenores sobre o sucedido, tendo sublinhado ainda que "não existem condições" para que Conceição continue no comando técnico do clube que dirige.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Daniel Deusdado

"Petróleo, não!" Nesta semana já estivemos perto

1. Uma coisa é termos uma vaga ideia de quão estupidamente dependemos dos combustíveis fósseis. Outra, vivê-la em concreto. Obrigado aos grevistas. A memória perdida sobre o "petróleo" voltou. Ficou a nu que temos de fugir dos senhores feudais do Médio Oriente, das oligopolísticas, campanhas energéticas com preços afinados ao milésimo de euro e, finalmente, deste tipo de sindicatos e associações patronais com um poder absolutamente desproporcionado.