Secretário de Estado preocupado com processo eleitoral

Emídio Guerreiro, secretário de Estado do Desporto e Juventude, lamenta "perturbação" na corrida à presidência da Liga de Clubes.

O secretário de Estado do Desporto e Juventude (SEDJ), Emídio Guerreiro, manifestou esta quarta-feira "muita preocupação" em relação ao conturbado processo eleitoral na Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

"Vejo todo o processo com muita preocupação, preferia que toda esta perturbação não existisse, teríamos todos a ganhar, sendo certo que é um órgão totalmente independente do Estado, nem sequer se relaciona diretamente connosco", frisou o governante.

O secretário de Estado lembrou que a relação do Estado é com as federações, nomeadamente na decisão de atribuição do estatuto de utilidade pública desportiva, e que no futebol o interlocutor é a Federação Portuguesa de Futebol (FPF), embora não seja insensível ao que assiste.

"Preferíamos que o bom senso imperasse e que as coisas fossem resolvidas de outra forma, mas como ainda ninguém percebeu como aquilo vai ficar resolvido, farei parte, de uma forma atenta, do número de portugueses que acompanham isto com preocupação e com alguma curiosidade também", concluiu.

A LPFP vai esta quarta-feira a eleições, tendo como candidato único o presidente em exercício, Mário Figueiredo, depois de na segunda-feira a Mesa da Assembleia-Geral do organismo ter rejeitado as candidaturas de Fernando Seara e Rui Alves.

Exclusivos